Em segunda votação, deputados de Pernambuco aprovam extinção da Delegacia responsável por investigá-los por corrupção e outros crimes contra o Erário. Apenas seis deputados foram contra projeto de Lei de Paulo Câmara





Foi aprovada ontem (31), em Segunda Discussão, proposição de autoria do governador Paulo Câmara, do PSB, que cria o Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco) na estrutura da Polícia Civil e extingue a Decasp, delegacia especializada no combate à corrupção praticada por servidores estaduais, vereadores, deputados e secretários estaduais. O Projeto de Lei nº 2066/2018, de acordo com o site da ALEPE (Leia AQUI )recebeu votos contrários apenas dos deputados Antônio Moraes (PP), André Ferreira (PSC), Augusto César (PTB), Bispo Ossesio Silva (PRB), Priscila Krause (DEM) e Socorro Pimentel (PTB).

LEIA TAMBÉM

A matéria, que tramita, injustificavelmente, em regime de urgência, além de extinguir a Decasp, Delegacia de Polícia de Crimes contra a Administração e Serviços Públicos, também extingue a Delegacia de Crimes contra a Propriedade Imaterial (Deprim). A medida provocou protestos no Plenário, na tarde dessa terça (30), quando foi aprovada em Primeira Discussão. Na manhã de ontem, houve novas manifestações nas galerias. 

Respondendo a questionamento dos eleitores, que repudiaram a votação a favor da medida que favorece a corrupção, a Bancada do PT, formada pelos deputados Odacy Amorim e Teresa Leitão, postou nota em suas Redes Sociais limitaram-se a dizer que teriam votado a favor de adiar a votação, mas ao final aprovaram por verem "com bons olhos o projeto". Assim como o PSB, o PT tem vereadores investigados pela Decasp, inclusive tendo sido afastados de suas funções por ordem judicial, em razão dessas investigações na cidade do Cabo de Santo Agostinho (leia em Vereadores desviaram R$ 1 milhão com 'funcionários fantasmas' no Grande Recife, diz polícia), onde o prefeito Lula Cabral, preso na Operação Abismo da Polícia Federal, por desviar R$ 92 milhões da Previdência dos Servidores, tem como assessor o vice-presidente do PT de Pernambuco Oscar Barreto, aliado de longas datas do PSB (leia em Defensor da aliança com PSB junto com Humberto Costa, Vice-Presidente do PT, Oscar Paes Barreto, tem cargo de Assessor na Prefeitura do Cabo, comandada por Lula Cabral, do PSB).



MAIS VISITADAS DO MÊS

Corruptocracia Pernambucana: Prefeito com tornozeleira é recebido com festa ao retornar ao cargo depois de desviar quase cem milhões da Previdência. Veja o vídeo

Contrato da iluminação pública de Olinda leva à condenação da vice-governadora de Pernambuco e ex-prefeita do município por improbidade administrativa com suspensão dos direitos políticos por seis anos

STF derruba sigilo de gastos da Presidência e Bolsonaro terá que mostrar faturas milionárias do cartão corporativo

DRACO pede e TJPE autoriza prisão do filho do operador pivô do afastamento do prefeito de São Lourenço da Mata e da prisão do prefeito de Camaragibe

Cabos da PM/PE denunciam que governo de Pernambuco só promove oficiais: "Quanta injustiça numa única corporação!"