Investigada pelo MPPE, HapVida nega atendimento a criança autista



Envolta em denúncias que vão de contratos superfaturados com o Detran/Pe e atendimento deficiente e sob investigação do TCE/Pe e do MPPE, a empresa Hap Vida segue dando motivos para queixas de seus usuários.

Nosso Blog recebeu a denúncia de familiares de uma criança autista, de dez anos, para quem a Hap Vida estaria negando o tratamento adequado recomendado pela Dra. Sophie Eickman, neuropediatra que diagnosticou na criança transtorno do espectro autista grave.

Leia também:

A família conta que há pelo menos dois anos luta na justiça para que a Hap Vida arque com o tratamento recomendado para a criança, que, de acordo com o laudo da neuropediatra "necessita de tratamento intensivo pelo menos três vezes por semana, terapias estruturaras e específicas para o TEA, ABA, TEACCH, com integração sensorial e PECS para linguagem, de forma integrada". Por tal razão a médica "solicita acompanhamento regular numa clínica especializada, onde o laudo cita a Clínica Somar para realização de reabilitação intensiva e regular com psicóloga, fonoaudióloga, terapeuta ocupacional e educador físico (natação)."

A terapia, na forma recomendada, que vem sendo negada pelo Plano, deve ser "realizada em conjunto e por tempo indeterminado por especialistas no transtorno do espectro autista", o que é comprovado pelo avô da criança, José Leal.

De acordo com a Hap Vida, a negativa se daria em razão do Plano ter seus próprios profissionais credenciados. Entretanto, de acordo com a família do paciente, a Hap Vida não comprova, na Justiça, que os profissionais que indica sejam especializados no transtorno do espectro autista.

O paciente ainda necessita do acompanhamento de uma auxiliar terapêutica em sala de aula para auxiliar-lo na organização do aprendizado.

Em razão das negativas da Hap Vida, a criança, apesar de já estar com dez anos de idade, ainda não iniciou qualquer tratamento conforme recomendado por sua neuropediatra, denuncia a família, que tem usado até as Redes Sociais para dar publicidade ao caso.



MAIS VISITADAS DO MÊS

PF flagrou 114 contatos telefônicos entre desembargadora afastada e traficante de drogas e assaltante de carro-forte

Contrato da iluminação pública de Olinda leva à condenação da vice-governadora de Pernambuco e ex-prefeita do município por improbidade administrativa com suspensão dos direitos políticos por seis anos

Corruptocracia Pernambucana: Prefeito com tornozeleira é recebido com festa ao retornar ao cargo depois de desviar quase cem milhões da Previdência. Veja o vídeo

STF derruba sigilo de gastos da Presidência e Bolsonaro terá que mostrar faturas milionárias do cartão corporativo

Cabos da PM/PE denunciam que governo de Pernambuco só promove oficiais: "Quanta injustiça numa única corporação!"