PAULO CÂMARA E SECRETÁRIOS VIRAM RÉUS EM AÇÃO POPULAR MOVIDA POR CIDADÃOS CONTRA EXTINÇÃO DA DECASP





Indignados com a injustificável extinção da Delegacia dos Crimes Contra a Administração e Serviços Públicos - DECASP, especializada no combate à corrupção, os cidadãos PAULO VINICIUS CABRAL DOS SANTOS, SAULO GONÇALO BRASILEIRO e LUCAS GONDIM CHAVES REGIS ingressaram, na noite de ontem (8), com uma Ação Popular contra o Governador de Pernambuco, Paulo Câmara e seus secretários de Defesa Social, Planejamento e Gestão, Executivo de Pessoal e Relações Institucionais, Fazenda e da Casa Civil, bem como contra o Estado de Pernambuco e a Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco que agora figuram como réus da ação nº 0061015-06.2018.8.17.2001, distribuída à 5ª Vara da Fazenda Pública da Capital.

Em uma Rede Social, Paulo Gonçalo Brasileiro, um dos autores populares da ação que tem como patronos os advogados ISABELA BUARQUE DE ALENCAR e DANIEL BLAQUES WIANA postou a seguinte mensagem:

"AÇÃO CONTRA O GOVERNO DE PERNAMBUCO SOBRE A EXTINÇÃO DA DELEGACIA DE CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (DECASP)

Nesta noite, eu, Lucas Gondim, Paulo Cabral, Isabela Alencar e Daniel Wiana entramos com uma AÇÃO POPULAR contra o Estado de Pernambuco, o Governador Paulo Câmara e os Secretários que assinaram a Lei nº 16.455/2018, que EXTINGUE a Delegacia dos Crimes Contra a Administração e Serviços Públicos (DECASP), que investiga, dentre outros, crime de corrupção e desvio de verbas públicas.
Entendemos que a lei não tem como objetivo o interesse público e, dessa forma, viola a moralidade administrativa, devendo ser considerada nula e não produzir nenhum efeito.
Está claro que as investigações realizadas (com excelência, diga-se de passagem) pela Delegada Patrícia Domingos, que preside a DECASP, estão incomodando setores da política pernambucana.
Entendemos, ainda, que a criação do novo departamento poderia ter sido feita sem a extinção da DECASP e a retirada da Delegada Patrícia Domingos da presidência das investigações. Portanto, esta lei não pode prevalecer!
É com esse espírito de proteger o patrimônio moral de Pernambuco e as investigações de corrupção feitas pela Delegada Patrícia Domingos que entramos com essa AÇÃO POPULAR, pedindo liminar para que a lei seja suspensa imediatamente." (Acesse AQUI)

O Blog da Noelia Brito trará, logo mais, todos os detalhes e fundamentos da ação.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Microempresas com capital social de R$ 200 mil e R$ 300 mil, alvos da Operação da Deccot, que cumpriu mandados também na Prefeitura do Recife, foram agraciadas com contratos de mais de R$ 18,6 milhões com a Prefeitura do Recife, na pandemia

Advogado dos Bolsonaro, Wasef, teve pedido de prisão em inquérito que investigou seita satanista suspeita de matar crianças em rituais. Seita tinha integrantes também em Pernambuco

Exclusivo: Saiba quem são todos os 41 alvos das Operações Casa de Papel e Antídoto, deflagradas hoje, pela PF, e que também teve como alvos as Prefeituras do Recife, do Cano, de Paulista e de Olinda

É tetra! Prefeitura do Recife recebe a quarta "visita" da Polícia por fraudes na pandemia, desta vez foi a DECOT. A prefeitura nega envolvimento

Casa de Papel: ex-Gerente Geral da Secretaria de Governo de Geraldo Júlio é suspeito de intermediar contratos milionários da ALEPE com empresas de fachada "especializada em lavagem de dinheiro", aponta PF