CÂMARA MUNICIPAL DE ALIANÇA É ALVO DE OPERAÇÃO DA POLICIA CIVIL: PECULATO, FALSIDADE IDEOLÓGICA E ORGANIZAÇÃO CRiMINOSA SÃO OS CRIMES INVESTIGADOS





A *SECRETARIA DE DEFESA SOCIAL*, através da *POLÍCIA CIVIL DE PERNAMBUCO*, no âmbito do *PACTO PELA VIDA*, desencadeou na manhã desta quarta-feira-feira, 16/01/2019, a 2ª Operação de Repressão Qualificada do ano, denominada _*"ANTICORRUPÇÃO II"*_, coordenada pela Diretoria Integrada do Interior 1, sob a presidência da Delegada Maria de Lourdes e pelo *DRACO* - Departamento de combate à corrupção e ao crime organizado/DIRESP. A investigação teve início em agosto de 2018, com objetivo de apurar *CRIMES CONTRA À ADMINISTRAÇÃO* praticados por servidores da Câmara Municipal de Aliança, voltados para as condutas de: *1) PECULATO;* *2) FALSIDADE IDEOLÓGICA;* *3) ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA*. Durante a operação, estão sendo cumpridos *12 ( _doze_) mandados de busca e apreensão*, expedidos pelo MM Juiz da Vara Única da Comarca de Aliança. Na execução, foram empregados 90 ( _noventa_) Policiais Civis, entre Delegados, Agentes e Escrivães. A Operação está sendo coordenada pela DINTER 1 e DIRESP, através do DRACO e supervisionada pela Chefia de Polícia. As investigações foram assessoradas pelo Núcleo de Inteligência do DRACO, vinculado à Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco - DINTEL. Os detalhes preliminares da referida operação serão divulgados às 10:00 horas, no prédio sede do *DRACO*.

MAIS VISITADAS DO MÊS

São dois, os Secretários de Geraldo Julio, presos pela Polícia Federal, ontem, por desvios em obra da BR 101, ambos indicados por Sebastião Oliveira

Mãe "rica" da "Beira Mar" reclama de escola cearense que coloca seus filhos em aulas on line com crianças de "outro nível". Escola emite nota lamentando discriminação

Com Covid19, Sikêra Jr. chora ao vivo e alerta: "não façam como eu fiz. Não subestimem a doença"

Exclusivo: Deputado Sebastião Oliveira, de Pernambuco foi alvo de buscas e apreensões da PF na Operação Outline. Dois ex-servidores do DER foram presos na manhã de hoje

Com salário líquido de R$ 7,9 mil, Secretário de Geraldo Júlio, preso pela PF por desvios no DER, confessa prática de agiotagem e posse de R$ 1,4 milhão em dinheiro. Prefeitura silencia