CÂMARA MUNICIPAL DE ALIANÇA É ALVO DE OPERAÇÃO DA POLICIA CIVIL: PECULATO, FALSIDADE IDEOLÓGICA E ORGANIZAÇÃO CRiMINOSA SÃO OS CRIMES INVESTIGADOS





A *SECRETARIA DE DEFESA SOCIAL*, através da *POLÍCIA CIVIL DE PERNAMBUCO*, no âmbito do *PACTO PELA VIDA*, desencadeou na manhã desta quarta-feira-feira, 16/01/2019, a 2ª Operação de Repressão Qualificada do ano, denominada _*"ANTICORRUPÇÃO II"*_, coordenada pela Diretoria Integrada do Interior 1, sob a presidência da Delegada Maria de Lourdes e pelo *DRACO* - Departamento de combate à corrupção e ao crime organizado/DIRESP. A investigação teve início em agosto de 2018, com objetivo de apurar *CRIMES CONTRA À ADMINISTRAÇÃO* praticados por servidores da Câmara Municipal de Aliança, voltados para as condutas de: *1) PECULATO;* *2) FALSIDADE IDEOLÓGICA;* *3) ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA*. Durante a operação, estão sendo cumpridos *12 ( _doze_) mandados de busca e apreensão*, expedidos pelo MM Juiz da Vara Única da Comarca de Aliança. Na execução, foram empregados 90 ( _noventa_) Policiais Civis, entre Delegados, Agentes e Escrivães. A Operação está sendo coordenada pela DINTER 1 e DIRESP, através do DRACO e supervisionada pela Chefia de Polícia. As investigações foram assessoradas pelo Núcleo de Inteligência do DRACO, vinculado à Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco - DINTEL. Os detalhes preliminares da referida operação serão divulgados às 10:00 horas, no prédio sede do *DRACO*.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos