GOVERNO PAULO CÂMARA NEGA PROTEÇÃO A "MÃE PELA IGUALDADE" AMEAÇADA POR ASSASSINOS DE SEU FILHO E MESMO FILIADA AO PT, PARTIDO SILENCIA

A defensora de Direitos Humanos e Mãe Pela Igualdade, Eleonora Pereira da Silva, que tem enfrentado árdua luta pela punição dos assassinos de seu filho, cuja morte teria sido motivada por homofobia, foi surpreendida com a  negativa de seu ingresso no Programa Estadual de Proteção à Defensoras e Defensores dos Direitos Humanos.

O ofício comunicando a negativa não explica as razões da negativa, limitando -se a atestar o não preenchimento dos requisitos legais.

Ouvida pelo Blog, Eleonora contou que teve que retornar para o Bairro de Jardim São Paulo considerada por ela sua área de risco, onde tem que conviver com os mandantes do crime contra deu filho e que, segundo ela, olham-na de forma intimidatóru.

Apesar de ser filiada ao PT, Partido que foi decisivo para a reeleição do governador Paulo Câmara e que ganhou vários cargos e secretaria no governo, até a presente data, não houve qualquer manifestação de repúdio por parte do PT ou de qualquer de seus parlamentar com relação a essa grave denúncia.

"O que acontecer comigo é de responsabilidade do governo do Estado", disse Eleonora.



MAIS VISITADAS DO MÊS

Contrato da iluminação pública de Olinda leva à condenação da vice-governadora de Pernambuco e ex-prefeita do município por improbidade administrativa com suspensão dos direitos políticos por seis anos

Corruptocracia Pernambucana: Prefeito com tornozeleira é recebido com festa ao retornar ao cargo depois de desviar quase cem milhões da Previdência. Veja o vídeo

STF derruba sigilo de gastos da Presidência e Bolsonaro terá que mostrar faturas milionárias do cartão corporativo

Cabos da PM/PE denunciam que governo de Pernambuco só promove oficiais: "Quanta injustiça numa única corporação!"

DRACO pede e TJPE autoriza prisão do filho do operador pivô do afastamento do prefeito de São Lourenço da Mata e da prisão do prefeito de Camaragibe