Operação Carne Fraca: Cármen Lúcia manda abrir 19 inquéritos para investigar políticos


DO G1

A ministra Cármen Tribunal Federal (STF), determinou a abertura de 19 inquéritos para investigar políticos em razão de suspeitas relacionadas à Operação Carne Fraca.

Em março de 2017, a Polícia Federal deflagrou a operação, que apontou a existência de um esquema de corrupção na fiscalização de frigoríficos. De acordo com a investigação, funcionários do Ministério da Agricultura receberam propina para liberar a comercialização de carne sem a devida fiscalização. Houve prisões, vários frigoríficos foram alvos de busca e apreensão e o ministério afastou servidores.

Os 19 inquéritos se referem a parlamentares com foro privilegiado no STF (isto é, não podem ser investigados em outra instância da Justiça). Mas não há detalhes dos nomes dos políticos porque os inquéritos tramitam em sigilo.

A decisão de abrir os inquéritos foi tomada após um pedido da Procuradoria Geral da República em julho do ano passado ao ministro Dias Toffoli, então relator no STF de casos relacionados à operação.

Os 19 inquéritos se baseiam em fatos relatados em uma delação premiada validada por Toffoli, mas não há informações sobre qual seria o delator.

Um dos delatores da operação que teve acordo de colaboração homologado por Toffoli foi Daniel Gonçalves Filho, ex-superintendente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) no Paraná. Ao validar a delação, Toffoli mencionou que haviam sido citados deputados federais.

Não há informações sobre se os 19 inquéritos partiram da delação de Gonçalves Filho ou se trata-se de outro delator.

Com a abertura dos inquéritos, a Polícia Federal vai coletar provas pedidas pela PGR sob a supervisão do Supremo.

A matéria completa pode ser acessada em https://g1.globo.com/politica/noticia/2019/01/15/operacao-carne-fraca-carmen-lucia-manda-abrir-19-inqueritos-para-investigar-politicos.ghtml?utm_source=twitter&utm_medium=social&utm_campaign=g1

MAIS VISITADAS DO MÊS

São dois, os Secretários de Geraldo Julio, presos pela Polícia Federal, ontem, por desvios em obra da BR 101, ambos indicados por Sebastião Oliveira

Mãe "rica" da "Beira Mar" reclama de escola cearense que coloca seus filhos em aulas on line com crianças de "outro nível". Escola emite nota lamentando discriminação

Com Covid19, Sikêra Jr. chora ao vivo e alerta: "não façam como eu fiz. Não subestimem a doença"

Exclusivo: Deputado Sebastião Oliveira, de Pernambuco foi alvo de buscas e apreensões da PF na Operação Outline. Dois ex-servidores do DER foram presos na manhã de hoje

Com salário líquido de R$ 7,9 mil, Secretário de Geraldo Júlio, preso pela PF por desvios no DER, confessa prática de agiotagem e posse de R$ 1,4 milhão em dinheiro. Prefeitura silencia