Operação Carne Fraca: Cármen Lúcia manda abrir 19 inquéritos para investigar políticos


DO G1

A ministra Cármen Tribunal Federal (STF), determinou a abertura de 19 inquéritos para investigar políticos em razão de suspeitas relacionadas à Operação Carne Fraca.

Em março de 2017, a Polícia Federal deflagrou a operação, que apontou a existência de um esquema de corrupção na fiscalização de frigoríficos. De acordo com a investigação, funcionários do Ministério da Agricultura receberam propina para liberar a comercialização de carne sem a devida fiscalização. Houve prisões, vários frigoríficos foram alvos de busca e apreensão e o ministério afastou servidores.

Os 19 inquéritos se referem a parlamentares com foro privilegiado no STF (isto é, não podem ser investigados em outra instância da Justiça). Mas não há detalhes dos nomes dos políticos porque os inquéritos tramitam em sigilo.

A decisão de abrir os inquéritos foi tomada após um pedido da Procuradoria Geral da República em julho do ano passado ao ministro Dias Toffoli, então relator no STF de casos relacionados à operação.

Os 19 inquéritos se baseiam em fatos relatados em uma delação premiada validada por Toffoli, mas não há informações sobre qual seria o delator.

Um dos delatores da operação que teve acordo de colaboração homologado por Toffoli foi Daniel Gonçalves Filho, ex-superintendente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) no Paraná. Ao validar a delação, Toffoli mencionou que haviam sido citados deputados federais.

Não há informações sobre se os 19 inquéritos partiram da delação de Gonçalves Filho ou se trata-se de outro delator.

Com a abertura dos inquéritos, a Polícia Federal vai coletar provas pedidas pela PGR sob a supervisão do Supremo.

A matéria completa pode ser acessada em https://g1.globo.com/politica/noticia/2019/01/15/operacao-carne-fraca-carmen-lucia-manda-abrir-19-inqueritos-para-investigar-politicos.ghtml?utm_source=twitter&utm_medium=social&utm_campaign=g1

MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos