MPF ajuíza ação de improbidade contra George Gueber (PT), prefeito de Orocó (PE). Irregularidades na aplicação do FUNDEB e apropriação indébita dos pagamentos dos consignados dos servidores estão estre os fatos investigados



O Ministério Público Federal (MPF) em Salgueiro (PE) ajuizou ação de improbidade contra George Gueber Cavalcante Nery, prefeito de Orocó, no sertão pernambucano. O MPF apura possíveis irregularidades praticadas na gestão do acusado em três inquéritos civis e em um procedimento investigatório criminal.  Conforme destaca o procurador da República André Estima, responsável pela ação, o prefeito, sem justificativa, deixou de atender e retardou o atendimento das requisições de informações expedidas pelo MPF no âmbito dos inquéritos e do procedimento, omitindo-se dolosamente de seu dever legal, apesar de ter sido notificado pessoalmente.

O MPF apura irregularidades na aplicação de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), apontadas em relatório da Controladoria-Geral da União, que consistem na utilização de parte da verba em despesas não relacionadas com a manutenção e o desenvolvimento da educação básica.

As apurações também incluem a ausência de repasse, à Caixa Econômica Federal, de valores descontados das remunerações de servidores do município de Orocó a título de empréstimos consignados, bem como irregularidades no uso de recursos do Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (PNATE). O MPF ainda apura, na esfera criminal, conduta de servidora municipal na gestão do Programa Bolsa Família.

Caso a Justiça Federal acate os pedidos do MPF na ação, George Gueber Cavalcante Nery pode ser condenado ao ressarcimento integral do dano, à perda da função pública, à suspensão dos direitos políticos por até cinco anos, ao pagamento de multa civil e à proibição de contratar com o poder público por até três anos.

 Processo 0800023-84.2019.4.05.8304

*Com informações da Assessoria de Comunicação Social Procuradoria da República em Pernambuco

MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos