PF divulga balanço da Operação Fantoche

Foto: PF/PE

A Polícia Federal informa que as buscas realizadas dentro da Operação Fantoche nos mais de 40 locais resultaram em apreensões bastantes significativas. De acordo com nota divulgada pela assessoria de Comunicação da Polícia Federal, foram apreendidos veículos, diversos notebooks, pen drivers, discos rígidos, moeda estrangeira, (dólares e euros), contas bancárias bloqueadas, além de vasta documentação como notas fiscais, recibos e contratos das diversas empresas que são alvos da investigação.

Imagens cedidas pela assessoria de Comunicação da PF/PE

Todo o material que se encontra em outros estados serão encaminhados para a Polícia Federal em Pernambuco onde será submetido a perícia técnica com o objetivo de subsidiar as investigações que estão em andamento. As perícias visam angariar provas que comprovem ainda mais a participação dos envolvidos no esquema criminoso desvendado pela Polícia Federal com apoio do Tribunal de Contas da União.

Ainda segundo a PF, não se descarta a possibilidade de que com a análise de todo o material apreendido novos fatos possam surgir como novos envolvidos ou outras empresas suspeitas, no que seria necessária a deflagração de uma nova fase da operação com o objetivo de cumprir novas ordens judiciais, informou Giovanni Santoro, diretor da assessoria de comunicação da PF rm Pernambuco.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Certidão de Óbito autenticada pelo TJPE atesta morte de morador de Prazeres, em Jaboatão, Pernambuco, por coronavírus, mas SES não o inclui nas estatísticas. Secretaria silencia sobre o caso

URGENTE! Governo de Pernambuco estaria escondendo duas mortes por coronavírus. Denúncia é de policiais civis que trabalham no IML que não teriam equipamentos adequados para autópsia

Pacto Pela Morte: Delegados denunciam ordem do Governo Paulo Câmara que facilita prescrição de crimes, principalmente de homicídios, inclusive com ameaças de perseguições contra quem não aceitar prevaricar

Alunos de escola tradicional do Recife fazem apologia ao Nazismo e instituição solta nota de repúdio

Empresário que escapou de quarentena e levou covid-19 para sul da BA é filho de uma desembargadora do TJ/CE, ex-conselheira do CNJ