SINDICATO DEFINE VALOR MÍNIMO DE CACHÊ PARA MÚSICOS NO CARNAVAL DE PERNAMBUCO 2019



O Sindicato dos Músicos Profissionais do Estado de Pernambuco (SINDIMUPE) órgão que atua em todo território de PERNAMBUCO, em REUNIÃO DE DIRETORIA, realizada na manha de hoje(26), estipulou o valor mínimo para os cachês dos músicos do Estado durante o período do Carnaval 2019. Contratantes terão que pagar no mínimo R$ 250,00 para o músico que trabalharem até 3h, em orquestras itinerantes, e pelo menos, R$ 400,00 para aqueles que desempenharem suas funções por até 2h, em cima de trios e palcos, além de garantir, alimentação, transporte e protetor solar. Em reunião recente na Superintendência Regional do trabalho em Pernambuco, órgão vinculado ao Ministério da Economia, ficou pactuado que órgão de controle e fiscalização, estarão atentos aos contratos de trabalho e notas contratuais, conforme Portaria MTE 656/2018 que estabelece critérios para contratação de profissionais da musica. O trabalho de fiscalização acontece antes, durante e depois do ciclo carnavalesco, onde diversos órgãos estarão fiscalizando, analisando contratos de trabalho e prestações de contas. As principais intenções da medida é garantir o cumprimento da portaria e garantir o valor mínimo do cachê, alem de disciplinar a jornada de trabalho e combater a informalidade nas contratações. O presidente do Sindicato dos Músicos Profissionais de Pernambuco e presidente interino da Ordem dos Músicos do Brasil – Seccional Pernambuco, Eduardo de Matos, esclarece que ao estipular o cachê mínimo, impede que empresários e produtores contratem os músicos por valores inexequíveis e desrespeitosos para com a categoria. Também estaremos atentos aos casos de TRABALHO INFANTIL e situações análogas ao TRABALHO ESCRAVO, completa Eduardo.  “Diante de tantas situações de desrespeito com o profissional e desvalorização da categoria, o Sindicato juntamente a ordem dos músicos do Brasil, estarão fiscalizando e apurando as denúncias e encaminhando para Superintendência Regional do Trabalho (SRTE), Ministério Público, Ministério Público do Trabalho, dentre outros”, que também estará intensificando a fiscalização para garantir o cumprimento da legislação, explica Matos. O presidente informou ainda que oficiou diversos órgãos de controle e fiscalização, no intuito de garantir o cumprimento da lei e das deliberações da categoria. “Fizemos um trabalho de conscientização, ouvimos órgãos públicos, empresários, produtores e músicos para chegar a essa decisão”, justifica. Ele afirma que a medida beneficiará todos os músicos do Estado. “Estamos preparados para receber as demandas sobre irregularidades na relação de trabalho que envolva o músico, bem como no aspecto do pagamento de seus respectivos cachês”, conclui. As denúncias poderão ser encaminhadas ao SINDICATO através do e-mail: sindimupe@gmai.com ou Whatsapp: (81) 99969.0107

MAIS VISITADAS DO MÊS

Única nota 1000 do ENEM de Pernambuco faz homenagem a seu professor de Português

Exclusivo: Sai João e entra Tadeu na sucessão no Recife

À Época, Antônio Campos afirma ter denunciado, às autoridades, esquema maior do que o da Paraíba, operando em Pernambuco pelas mãos de Renata Campos e do PSB

Coincidência: donos do terreno desapropriado por R$ 38 milhões por Geraldo Julio são parentes de outro prefeito do PSB

Ataques de Secretário de Geraldo Julio contra Patrícia Domingos em debate são confissão de pânico de uma possivel candidatura da policial à Prefeitura do Recife