TCE: Dodge pede manutenção da preventiva de ex-secretário que subornou Conselheiros do TCE/RJ


A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF), nesta segunda-feira (11), manifestação na qual opina pela manutenção da prisão preventiva do ex-secretário estadual de obras do Rio de Janeiro José Iran Peixoto Júnior, investigado na Operação Boca de Lobo, que apura esquemas de corrupção no estado. No parecer, a procuradora-geral destaca a inexistência de ilegalidades a serem reparadas e que estão demonstrados os graves ilícitos praticados pelo investigado. Segundo a PGR, a liberdade de José Iran implicaria perigo concreto à ordem pública, principalmente à instrução criminal. José Iran é acusado de transportar valores indevidos para conselheiros do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, mais especificamente para Jonas Lopes de Carvalho Júnior. José Iran teve a prisão decretada nos autos do inquérito que apura crimes de corrupção passiva, participação em organização criminosa, lavagem de dinheiro, além de crimes previstos na Lei de Licitação, praticados pelo ex-governador do Rio de Janeiro Luiz Fernando Pezão, após suceder Sérgio Cabral. De acordo com o parecer, “José Iran Peixoto Júnior era o principal elo entre o ex-governador Pezão com o conselheiro e ex-presidente do Tribunal de Constas do Estado do Rio de Janeiro, Jonas Lopes de Carvalho Júnior, participante do esquema e beneficiário de parte da propina paga”.

Com informações da Secretaria de Comunicação Social Procuradoria-Geral da República  

MAIS VISITADAS DO MÊS

SDS transfere delegado de Arcoverde que prendeu filho da presidente da Câmara por série de homicídios e população se revolta. Vereadora é do Partido do Governador

Corruptocracia Pernambucana: Prefeito com tornozeleira é recebido com festa ao retornar ao cargo depois de desviar quase cem milhões da Previdência. Veja o vídeo

PF deflagra Operação contra empréstmos fraudulentos de R$ 8,5 milhões no BNB em Pernambuco. Empresário e bancário estão foragidos da Justiça

"Lá no apartamento de Fernandinho...ali eu tenho acesso, toda hora, todo instante". Leia trechos da degravação da conversa entre agiota do jatinho e operador dos Bezerra Coelho revelada em primeira mão pelo Blog

STJ MANDA INQUÉRITO CONTRA PAULO CÂMARA E GERALDO JULIO, POR SUPOSTOS CRIMES NA LICITAÇÃO DA ARENA PERNAMBUCO, PARA VARA DOS CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NO RECIFE