TRE DO AMAPA DECRETA INELEGIBILIDADE DO GOVERNADOR WALDEZ GOES, DO PDT



Por maioria de votos, TRE/AP decreta inelegibilidade do governador Waldez Góes e mais três por oito anos Os quatro foram condenados por abuso dos meios de comunicação nas eleições de 2014 Arte: Secom/PGR Por maioria de votos, o Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE/AP), decretou a inelegibilidade de Waldez Góes (PDT), Gilvam Borges (MDB), Gionilson Borges e João Bosco Papaléo Paes, por oito anos, a contar das eleições de 2014, por abuso dos meios de comunicação. A decisão do pleno, desta sexta-feira (1º), atende pedido do Ministério Público Eleitoral (MP Eleitoral) em Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije). Na Aije, o MP Eleitoral comprovou por meio de farto acervo de provas que os réus utilizaram veículos do grupo Beija-flor de Comunicação, do qual Geonilson Borges era diretor, para atacar deliberadamente o candidato adversário e enaltecer Waldez Góes, que venceu a disputa à época. Embora não tenha sido eleito, Gilvam Borges foi igualmente beneficiado, em detrimento dos demais candidatos. O julgamento, interrompido na sessão de quinta-feira (31), após pedido de vista, foi encerrado com cinco votos favoráveis e dois contrários ao entendimento do MP Eleitoral. Da decisão cabe recurso.

* Com informações da Assessoria de Comunicação Social Ministério Público Federal no Amapá

MAIS VISITADAS DO MÊS

São dois, os Secretários de Geraldo Julio, presos pela Polícia Federal, ontem, por desvios em obra da BR 101, ambos indicados por Sebastião Oliveira

Mãe "rica" da "Beira Mar" reclama de escola cearense que coloca seus filhos em aulas on line com crianças de "outro nível". Escola emite nota lamentando discriminação

Com Covid19, Sikêra Jr. chora ao vivo e alerta: "não façam como eu fiz. Não subestimem a doença"

Juiz faz Inspeção nas unidades de saúde para Covid-19, de Pernambuco, e oficia MPPE e MPF, para que investiguem possíveis crimes na ocorrência de óbitos por falta de UTIs no Estado que até hoje não explicou com o que gastou R$ 9,7 bilhões recebidos do SUS e repassados a OSs

Exclusivo: Deputado Sebastião Oliveira, de Pernambuco foi alvo de buscas e apreensões da PF na Operação Outline. Dois ex-servidores do DER foram presos na manhã de hoje