Em áudio, médica denúncia falta d´água em Maternidade da Prefeitura do Recife, imundície e riscos altíssimos de infecção hospitalar para pacientes. Com a palavra, a Prefeitura e o MPPE.

21 de mar. de 2019

/ by Blog da Noelia Brito


Áudios que circulam no WhatsApp veiculam denúncia gravíssima sobre a situação de total insalubridade que estaria ocorrendo na Maternidade Barros Lima, da Prefeitura do Recife.

Os áudios, em poder do Blog e que teriam sido gravados por uma médica obstetra da unidade de Saúde, denunciam que estariam fazendo partos e exames ginecológicos sem ter água para lavar as mãos, com riscos altíssimos de infecção hospitalar, pois a higienização estaria sendo feita com soro fisiológico. O atendimento de um caso de aborto incompleto teria sido adiado em razão da falta de água. Pelo menos três pacientes estariam internadas naquele momento na Barros Lima em trabalho de parto, sendo que duas estariam com a "bolsa rota".

Os banheiros também estariam imundos e exalando podridão e as enfermarias insalubres. A médica diz ainda que o plantão estaria restrito por causa da falta de água.

A médica desabafa: "É um nojo, o risco de infecção hospitalar, mas eles não estão nem aí. Quem está na frente é que se lasca. Eles não estão nem aí. Eles querem só saber de números e ficar nos seus escritórios alcochoados e gelados."

Não divulgaremos os áudios para que a médica não seja identificada e sofra as costumeiras perseguições que o prefeito Geraldo Júlio e o governador Paulo Câmara costumam promover contra quem denuncia os malfeitos de suas gestões, mas estes estão à disposição do Ministério Público em caráter sigiloso.

Com a palavra a Prefeitura do Recife e a Promotoria de Defesa da Saúde.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

© Todos os direitos reservados - 2021