Sem crise e sem licitação, Governo de Pernambuco contrata agência para fornecer R$ 4,2 milhões em assinaturas do Diario de Pernambuco para professores. Programa da Folha de São Paulo disponibiliza assinaturas do jornal de graça para profissinais da Educação


O Diário Oficial de Pernambuco traz uma Dispensa de Licitação para contratar a Agência de Comunicação do Capibaribe S/A com o propósito de que seja fornecido por essa empresa 8.350 assinaturas físicas do Jornal Diário de Pernambuco, que enfrenta grave crise financeira agravada depois que foi adquirido pelos irmãos Rands.

Os destinatários das assinaturas que custarão aos cofres públicos a bagatela de R$ 4.218.587,00 (quatro milhões, duzentos e dezoito mil, quimhentos e oitenta e sete reais), seriam os servidores da Rede Pública de Ensino de Pernambuco,

A Folha de São Paulo acaba de lançar um programa pelo qual doa aos professores da rede pública, assinaturas digitais do Jornal.

Leia em

Folha oferece assinatura digital grátis por 1 ano a professores da rede pública de todo o país

MAIS VISITADAS DO MÊS

Microempresas com capital social de R$ 200 mil e R$ 300 mil, alvos da Operação da Deccot, que cumpriu mandados também na Prefeitura do Recife, foram agraciadas com contratos de mais de R$ 18,6 milhões com a Prefeitura do Recife, na pandemia

Durante julgamentos de interesse da gestão Geraldo Julio, um dos quais envolvendo a Casa de Farinha, Conselheiros do TCE/PE perdem a calma, gritam e interrompem Procuradora que combate a corrupção no Governo de Pernambuco e na Prefeitura do Recife

Exclusivo: TJPE determina afastamento do Prefeito de Paulista, Junior Matuto, a pedido do Dracco, por desvios de R$ 21 milhões em PPP do lixo com a empresa Locar

"Grampos" da Operação Locador, do DRACCO, mostram temor de investigados de que chefões da gestão Matuto lhes fizessem "mal" e espanto com pagamentos em dinheiro vivo feitos pelo prefeito na compra de terrenos

É tetra! Prefeitura do Recife recebe a quarta "visita" da Polícia por fraudes na pandemia, desta vez foi a DECOT. A prefeitura nega envolvimento