PERNAMBUCO CONECTADO II: CONSÓRCIO EMBRATEL/CLARO APRESENTA INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO MPCO E AO GOVERNO DE PERNAMBUCO E REAFIRMA QUE SUA PROPOSTA GERA ECONOMIA DE R$ 784 MILHÕES AOS COFRES DE PERNAMBUCO


O consórcio Claro/Embratel enviou resposta para o Secretário de Licitações de Pernambuco, Rafael Manço, de forma a atender o pedido de mais uma diligência do projeto Pernambuco Conectado II. Toda a documentação foi entregue ao Secretário desde o último dia 22 de abril.




A mesma documentação completa foi endereçada à Procuradora Geral do Ministério Público de Contas, Germana Laureano, como anexo à denúncia apresentada pelo Consórcio, em 04/04/2019.





O consórcio Claro/Embratel, porém, considera um excesso o novo pedido de informações feito por parte do Secretário, mas atendeu a diligência: "como demonstração de transparência e com total segurança nas informações originalmente prestadas, enviamos todas as comprovações solicitadas na terceira diligência, incluindo projetos de cada Venue Olímpica, faturas, contratos com o Comitê Rio 2016 e toda a documentação solicitada novamente para a Embratel/Claro. Também fizemos questão de incluir alguns documentos interessantes. Esses documentos provam que foi 'notória' a participação da Embratel/Claro no fornecimento dos serviços de telecomunicações para um evento de enorme magnitude ecomplexidade como o Rio 2016, o maior evento esportivo do planeta.", declarou o Consórcio ao nosso Blog.

Dentre os documentos entregues à Chefe do MPCO e ao Secretário de Licitações, o Consórcio encaminhou: Fotos de exemplos de instalação de equipamentos Wi-Fi indoor e outdoor; Carta de agradecimento do Comitê Olímpico Internacional aos excelentes serviços prestados pela Embratel/Claro e seus profissionais durante o evento; Apresentação pública que consta do site da Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL) demonstrando tudo o que foi realizado durante o evento, em especial sobre Wi-fi (vide slides 17 e 24). O documento pode ser consultado no endereço: http://www.anatel.gov.br/Portal/documentos/sala_imprensa/23-8-2016--16h51min1s-Apresentacao_Jogos_Olimpicos.pdf ; Documentos públicos do Comitê Olímpico Internacional com informações sobre a infraestrutura disponibilizada para a Família Olímpica e com orientações de acesso ao wi-fi em cada apartamento nas Vilas Olímpicas. Esses documentos ainda encontram-se disponíveis no site do Comitê Internacional, no endereço:https://www.olympic.org/athlete365/es/rio-2016/internet-access/ ; Fotos das reuniões realizadas no Japão (Tóquio) pelo Diretor da Embratel responsável pelo Projeto Rio 2016 e sua equipe, onde apresentou o projeto realizado pela Claro/Embratel,a  estrutura de telecomunicações e de Wi-Fi implementada no Brasil e que será usada de base nas próximas olimpíadas. A transferência de conhecimento para Tokyo 2020 foi uma das obrigações contratuais da Embratel/Claro para o Comitê Rio 2016. Ou seja, é totalmente absurda a suspeita que não realizamos os serviços que constam do Atestado emitido pelo Comitê Rio 2016.





Ainda de acordo com o Consórcio, mais de 850 matérias na Imprensa foram publicadas destacando e elogiando o trabalho do consórcio Claro/Embratel nas Olimpíadas, a exemplo de matéria da própria agência de notícias do governo brasileiro:

 "Apresentamos a melhor proposta e, por isso, fomos vencedores de alguns lotes do projeto. Portanto, é fato que a oferta do consórcio Claro/Embratel é melhor e mais competitiva para o Estado de Pernambuco. Nossa proposta gera uma economia de R$ 784 milhões aos cofres públicos do Estado de Pernambuco e custa R$ 46,55 milhões a menos do que a da operadora concorrente. Quantas melhorias o Estado pode fazer com esse dinheiro público? Quantos pernambucanos podem ser beneficiados com projetos gerados a partir dessa economia?", afirmou o Consórcio.

Ainda segundo a Embratel/Claro foram apresentados 10 atestados aceitos pela Comissão Técnica que totalizaram 49.392 circuitos monitorados, quando o edital solicitava 13.000 itens (3,7 vezes mais do que solicitado), tanto que 
"relatório da Comissão de Licitação comprovou a capacidade técnica de entrega de serviços de telecomunicação de diversas empresas, entre elas o Consórcio Pernambuco Inovador, formado pelas empresas Embratel/Claro, Primesys e Smart Network (Lote 1- Rede de Dados), Telemar Norte Leste (Lote 2- Telefonia Fixa), Claro (Lote 3- Telefonia móvel), Consórcio Pernambuco Inovador, formado pelas empresas Claro e Primesys (Lote 4- Internet) e Smart Network (Lote 5- Internet). Após uma criteriosa análise, toda a documentação das referidas empresas foi validada pela Comissão de Licitação".


Os documentos públicos do projeto estão disponíveis no site do Governo:


MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos