Moro desmente convocação de delagada pernambucana, inocenta Paulo Câmara e transforma convite em mais uma Fake News bolsonarista

Gilson Machado, que se autoproclamou padrinho da delegada Patrícia junto ao governo Bolsonaro, posa ao lado do ministro Sergio Moro, que negou ter convidado a delegada para combater a corrupção no Ministério 

O suposto convite de Sergio Moro à ex-titular da Decasp, Patrícia Domingues, para atuar no Ministério da Justiça, no combate à corrupção, que havia sido divulgada por um Blog que afirmara, sem jamais tê-lo publicado, possuir o suposto ofício de convocação, teve um desfecho inesperado ontem, quando o próprio ministério da Justiça divulgou nota em que confirma a versão que vinha sendo divulgada pelo Governo de Pernambuco de que esse convite, alardeado por esse Blog vinculado ao Jornal do Commercio, jamais existira.

A delegada Patrícia, que hoje atua numa delegacia de Homicídios, chegou a confirmar em entrevistas a repórteres do Jornal do Commercio e ao dito blogueiro do JC e ao Roda Viva Pernambuco,  que recebeu esse convite, sem entretanto revelar de quem este partira, limitando-se a dizer que fora convidada.

A nota do próprio ministério desmentindo a existência do convite e a omissão do jornalista e demais envolvidos em apresentar o suposto ofício solicitando a ida da delegada para Brasília geraram a desconfiança de que tudo não passara de uma impressionante "fakenews" criada por quem de logo se arvorou como padrinho da ida de Patrícia Domingues para trabalhar com Sergio Moro, ou seja, o empresário de bandas de forró, Gilson Machado Neto, que se diz amigo pessoal de Jair Bolsonaro, que de fato o nomeou para o cargo de Secretário de Ecoturismo. Junte-se a isso, o fato de que um dos assessores de Gilson Machado, o marqueteiro político Oswaldo Matos, é colunista do Blog que propagou a Fake News, escrevendo sobre segurança púbica, assunto sobre o qual dito marqueteiro se autoproclama especialista.

Segundo o Blog do Ricardo Antunes, a fakenews plantada no Blog de Política do Jornal do Commercio, plantada por Gilson Machado juntamente com o marqueteiro que o assessora, teria por finalidade alavancar o nome de Patricia Domingues para uma eventual candidatura à Prefeitura do Recife, pelo PSL, fazendo um contraponto à candidatura do deputado federal João Campos, do PSB, filho de Eduardo Campos e que teve quase 500 mil votos na primeira eleição disputada, dos quais quase cem mil só  na capital e que tendo em vista a fragilidade de todos os demais nomes que têm se colocado como postulantes, já poderia ser considerado o futuro prefeito do Recife, exceto se ocorrer algum fato extraordinário, é claro.

Também pesaria para a estratégia, a impressionante votação da também delegada Gleide Ângelo, também do PSB, superior a 400 mil votos e de Bolsonaro no Recife, que com seu discurso policialesco chegou a vencer Haddad no primeiro turno na Capital pernambucana, mas perdendo no segundo, quando o PSB resolveu mostrar força e colocar a máquina para moer contra Bolsonaro. Inegavelmente, o que dá voto em Pernambuco, é o apoio das máquinas comandadas pelo PSB, só tolos não veem isso.

Voltando à trama que teria sido urdida por Gilson Machado e pelo marqueteiro político Oswaldo Matos e que findou por se tranformar num dos maiores micos já observados no meio politico de Pernambuco, o que fica parecendo é que os dois criaram uma espécie de perua, propagada pelo Blog amigo, da qual não podemos descartar que a própria delegada tenha sido vítima, jogando no ar algo que jamais aconteceu e que foi negado pela própria assessoria de Sergio Moro, que ao final confirmou a versão do governo de Paulo Câmara de que nunca houve tal pedido de cessão da profissional de segurança para trabalhar no Ministério da Justiça.

Não se pode descartar que a delegada, que pode até ser muito experiente na atividade policial e no combate à corrupção, mas totalmente alheia aos ardis da politicalha, tenha sido usada para os propósitos de poder do PSL de Pernambuco, porém,  enquanto a própria delegada não revelar de quem de fato teria partido o tal convite para compor o governo Bolsonaro e não apresentar o suposto ofício, à opinião pública ficará a impressão de que tudo nao passou, como tem sido afirmado por setores da imprensa, a exemplo do próprio Blog do Ricardo Antunes, de uma grande fakenews, plantada por quem assumiu perante o Blog do Jornal do Commercio ser uma espécie de padrinho da delegada dentro do governo Bolsonaro, ou seja, o empresário forrozeiro Gilson Machado e o marqueteiro que o assessora, Oswaldo Matos.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Microempresas com capital social de R$ 200 mil e R$ 300 mil, alvos da Operação da Deccot, que cumpriu mandados também na Prefeitura do Recife, foram agraciadas com contratos de mais de R$ 18,6 milhões com a Prefeitura do Recife, na pandemia

Durante julgamentos de interesse da gestão Geraldo Julio, um dos quais envolvendo a Casa de Farinha, Conselheiros do TCE/PE perdem a calma, gritam e interrompem Procuradora que combate a corrupção no Governo de Pernambuco e na Prefeitura do Recife

Exclusivo: TJPE determina afastamento do Prefeito de Paulista, Junior Matuto, a pedido do Dracco, por desvios de R$ 21 milhões em PPP do lixo com a empresa Locar

"Grampos" da Operação Locador, do DRACCO, mostram temor de investigados de que chefões da gestão Matuto lhes fizessem "mal" e espanto com pagamentos em dinheiro vivo feitos pelo prefeito na compra de terrenos

É tetra! Prefeitura do Recife recebe a quarta "visita" da Polícia por fraudes na pandemia, desta vez foi a DECOT. A prefeitura nega envolvimento