Emenda do líder de Bolsonaro, FBC, que queria obrigar auditores a cometerem crimes de prevaricação e condescendência criminosa acaba de ser barrada pela Câmara



A emenda " jabuti" que proibia audirores da Receita Federal de comunicarem ao Ministério Público sobre crimes de que tivessem conhecimento no exercício das funções acana de ser derrotada em votação simbólica dos líderes na Câmara dos Deputados.

A emenda imoral que havia sido colocada na MP da Reforma Administrativa pelo líder de Bolsonaro no Senado, o investigado Fernando Bezerra Coelho, obrigada auditores a praticarem os crimes de prevaricação e condescendência criminosa sob pena de serem demitidos por quebra de sigilo fiscal.

Mais uma derrota de Bolsonaro no Legislativo. Amanhã o presidente visitará o reduto eleitoral de seu líder, FBC, a cidade de Petrolina, onde o filho de FBC é prefeito.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos