Emenda do líder de Bolsonaro, FBC, que queria obrigar auditores a cometerem crimes de prevaricação e condescendência criminosa acaba de ser barrada pela Câmara



A emenda " jabuti" que proibia audirores da Receita Federal de comunicarem ao Ministério Público sobre crimes de que tivessem conhecimento no exercício das funções acana de ser derrotada em votação simbólica dos líderes na Câmara dos Deputados.

A emenda imoral que havia sido colocada na MP da Reforma Administrativa pelo líder de Bolsonaro no Senado, o investigado Fernando Bezerra Coelho, obrigada auditores a praticarem os crimes de prevaricação e condescendência criminosa sob pena de serem demitidos por quebra de sigilo fiscal.

Mais uma derrota de Bolsonaro no Legislativo. Amanhã o presidente visitará o reduto eleitoral de seu líder, FBC, a cidade de Petrolina, onde o filho de FBC é prefeito.

MAIS VISITADAS DO MÊS

São dois, os Secretários de Geraldo Julio, presos pela Polícia Federal, ontem, por desvios em obra da BR 101, ambos indicados por Sebastião Oliveira

Mãe "rica" da "Beira Mar" reclama de escola cearense que coloca seus filhos em aulas on line com crianças de "outro nível". Escola emite nota lamentando discriminação

Com Covid19, Sikêra Jr. chora ao vivo e alerta: "não façam como eu fiz. Não subestimem a doença"

Juiz faz Inspeção nas unidades de saúde para Covid-19, de Pernambuco, e oficia MPPE e MPF, para que investiguem possíveis crimes na ocorrência de óbitos por falta de UTIs no Estado que até hoje não explicou com o que gastou R$ 9,7 bilhões recebidos do SUS e repassados a OSs

Respiradores comprados pela Prefeitura do Recife a empresa veterinária só foram testados em porcos. Confiram os vídeos