OPERAÇÃO MAR ABERTO: SOCIALITE PERNAMBUCANO PRESO NA OPERAÇÃO GASTOU QUASE R$ 3 MILHÕES COM CARTÕES DE CRÉDITO, REVELA DECISÃO QUE MANDOU PRENDÊ-LO. ESPOSA E DEMAIS PARENTES OSTENTAVAM GASTOS INCOMPATÍVEIS COM OS GANHOS DECLARADOS

Na foto, o prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB), em evento social com o DJ Jopin e o primo, Aníbal, presos ontem na operação Mar Aberto. (Foto: Aníbal Pinteiro, Bruno Rego, Marcelo Barraca, Janguie Diniz, Geraldo Júlio, Bruno Novaes e na frente José Pinteiro, o DJ Jopin.) 


O Blog da Noelia Brito obteve, com exclusividade, cópia da decisão da Juíza Ana Cristina Mota, da Vara dos Crimes contra a Administração Pública e Ordem Tributária, que determinou a prisão de integrantes de um grupo familiar da alta sociedade de Pernambuco e de funcionários do grupo a quem a Polícia Civil de Pernambuco imputa os crimes de sonegação fiscal de pelo menos R$ 66 milhões decorrentes de faturamentos de mais de R$ 350 milhões nos últimos 5 anos.

 SAIBA QUEM SÃO OS 21 ALVOS




A decisão foi proferida nos autos do processo nº 25407-64.2017.8.0001 a pedido da delegada da Delegacia de Combate aos Crimes  contra a Ordem Tributária - DECOT, Dra. Priscilla Von Sohstem Calábria Lima. De acordo com a decisão, num primeiro momento o inquérito policial foi instaurado para investigar as empresas do grupo familiar liderado por José Pinteiro da Costa Neto. Logo em seguida, a polícia requereu à Justiça a quebra dos sigilos bancário e fiscal das empresas, bem como dos sócios:



Com a quebra dos sigilos, a autoridade policial pediu as medidas cautelares de prisão e buscas e apreensões, depois de constatar que o grupo criava e extinguia empresas para evitar ser localizado e não pagar os tributos lançados pela SEFAZ em autos de infrações.



Além disso, os investigados apresentaram padrão de gastos e de vida incompatíveis com os ganhos declarados à Receita Federal, sendo que o sobrinho do líder do grupo, Aníbal Pinteiro é dono de um automóvel Porsche avaliado em mais de R$ 300 mil que não foi declarado à Receita.



Conforme nosso Blog antecipou ontem, o empresário José Pinteiro é sócio da Moura Dubeux em um empreendimento pelo qual devem uma pequena fortuna de IPTU à Prefeitura do Recife:





O empresário José Pinteiro da Costa Neto chegou a gastar a impressionante quantia de R$ 2,9 milhões apenas com cartões de crédito, destaca a decisão:





No decorrer do dia nosso Blog trará mais detalhes da longa decisão que colocou na prisão a elite da sociedade pernambucana, por sonegação e lavagem.

Manifestamos voto de louvor às nossas fontes que nos colocam sempre à frente na divulgação das informações sempre documentadas, mesmo quando o governo ordena a seus assessores que nos "soneguem" informações que são dadas a todos os demais meios de comunicação do Estado (com o perdão do trocadilho).


MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos