Adriano Roberto: Relatório de FBC contempla a continuação da cleptocracia

Do Blog do Adriano Roberto 

A emenda da Medida Provisória que reestrutura o governo impede auditores da receita de investigar crimes conexos com sonegação tributária (lavagem de dinheiro, corrupção). Impede, também, que eles comuniquem tais crimes ao MPF e à PF, sem prévia autorização judicial.
Relatada pelo senador pernambucano citado na Lava Jato, Fernando Bezerra Coelho - FBC, a emenda já nasceu  inconstitucional, isso pelo simples fato de disciplinar investigação criminal, que é matéria processual, vedada às medidas provisórias.
Além disso, muito me causará espanto caso o ministro da justiça, Sérgio Moro, se cale diante de uma MP, que emendada, vai na contramão da lei de combate às organizações criminosas. Ele, que expressamente autoriza a cooperação entre órgãos públicos na apuração de crimes.
Ao vedar o compartilhamento das provas de crimes e impedir os auditores de investigá-los, o relator da MP FBC não está protegendo o contribuinte e sim o criminoso do colarinho branco. Retirar a Receita Federal do combate à corrupção é desfalcar de um de seus principais pilares a pedra angular que vem sendo construída a duras penas por Moro.

MAIS VISITADAS DO MÊS

São dois, os Secretários de Geraldo Julio, presos pela Polícia Federal, ontem, por desvios em obra da BR 101, ambos indicados por Sebastião Oliveira

Mãe "rica" da "Beira Mar" reclama de escola cearense que coloca seus filhos em aulas on line com crianças de "outro nível". Escola emite nota lamentando discriminação

Com Covid19, Sikêra Jr. chora ao vivo e alerta: "não façam como eu fiz. Não subestimem a doença"

Juiz faz Inspeção nas unidades de saúde para Covid-19, de Pernambuco, e oficia MPPE e MPF, para que investiguem possíveis crimes na ocorrência de óbitos por falta de UTIs no Estado que até hoje não explicou com o que gastou R$ 9,7 bilhões recebidos do SUS e repassados a OSs

Exclusivo: Deputado Sebastião Oliveira, de Pernambuco foi alvo de buscas e apreensões da PF na Operação Outline. Dois ex-servidores do DER foram presos na manhã de hoje