Além de Meira, empresários presos na Harpalo também continuarão presos, decide STJ


O relator dos dois Habeas Corpus impetrados pelas defesas de Demóstenes Meira e dos empresários Carlos Augusto Bezerra, Luciana Maria da Silva e Severino Ramos negou as liminares pretendidas pelos advogados para soltar os alvos da Operação Harpalo II, que desbararou um esquema de fraudes em licitações, corrupção, lavagem de dinheiro e extorsão montado dentro da Prefeitura de Camaragibe.

A DRACO, responsável pelas investigações, que foram requisitadas pelo Ministério Público de Pernambuco, realizou diligências na data de hoje na Prefeitura de Sâo Lourenço da Mata, onde o mesmo esquema estaria em plena operação.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Além de assédio sexual contra funcionárias, testemunhas reportaram ao MPPE e à DRACO que Prefeito de Camaragibe levava "prostitutas" para dentro da Prefeitura

Bolsonaro foi reprovado no teste de popularidade que ele mesmo inventou. Assistam a sonora vaia que o presidente levou no Maracanã

Defesa de Meira alega insanidade para justificar crimes do prefeito afastado e preso de Camaragibe

URGENTE: Empresário se suicida com tiro na boca em evento com ministro de Minas e Energia e governador de Sergipe

Operação Harpalo II: São Lourenço da Mata recebe "visita" da DRACO após revelação de que esquema de corrupção em Camaragibe também estaria operando por lá