Além de Meira, empresários presos na Harpalo também continuarão presos, decide STJ


O relator dos dois Habeas Corpus impetrados pelas defesas de Demóstenes Meira e dos empresários Carlos Augusto Bezerra, Luciana Maria da Silva e Severino Ramos negou as liminares pretendidas pelos advogados para soltar os alvos da Operação Harpalo II, que desbararou um esquema de fraudes em licitações, corrupção, lavagem de dinheiro e extorsão montado dentro da Prefeitura de Camaragibe.

A DRACO, responsável pelas investigações, que foram requisitadas pelo Ministério Público de Pernambuco, realizou diligências na data de hoje na Prefeitura de Sâo Lourenço da Mata, onde o mesmo esquema estaria em plena operação.

MAIS VISITADAS DO MÊS

PF flagrou 114 contatos telefônicos entre desembargadora afastada e traficante de drogas e assaltante de carro-forte

STF afasta Conselheiro do TCM-BA por propina de R$ 25 milhões exigida quando era ministro das Cidades

"Jovem deputado foi nutrido na mamadeira da Odebrecht", responde Antonio Campos ao sobrinho João Campos após ser chamado de "mau sujeito" em audiência da Câmara

Remuneração a juíza do TJ-PE chega a mais de R$ 1 milhão em novembro, revela a Folha de São Paulo

Veja: COAF achou R$ 40 milhões na conta de um desembargador