Cardinot sobre inquéritos da Casa de Farinha: "Disseram que a Dracco iria investigar e nunca mais se ouviu falar. Extinguiram a Decasp e já era"

Foto: Registro da Auditoria do TCE de merenda fora de padrão fornecida pela Casa de Farinha às escolas da Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho, cujos contratos foram alvos da Operação Ratatuille da Decasp

O programa "Por Dentro Com Cardinot", da TV Jornal, mostrou, em sua edição de hoje (12), reportagem em que repercute a Representação Interna em que o Ministério Público de Contas pede à Conselheira Teresa Duere, do TCE/PE, relatora das contas da Secretaria de Educação de Pernambuco, a suspensão da prorrogação do contrato daquela Secretaria com a OS/CEASA, com base num Relatório da Auditoria da Corte de Contas.


Na matéria do Cardinot, que pode ser assistida nos vídeos abaixo, o apresentador questiona a paralisação das investigações sobre a Casa de Farinha que estavam a pleno vapor quando o governo Paulo Câmara e a ALEPE resolveram extinguir a DECASP, responsável pelos inquéritos que investigavam os crimes atribuídos aos sócios da Casa de Farinha em licitações para fornecimento de merenda escolar em Prefeituras como a do Recife, de Ipojuca, Cabo de Santo Agostinho e Paulista, bem como para Secretarias do Governo de Pernambuco. No lugar da DECASP foi criado o DRACCO, especializado no combate ao crime organizado. 

Apesar do trabalho brilhante da DRACCO, no combate à sonegação fiscal, a exemplo da Operação que desbaratou a organização criminosa comandada pelo empresário José Pinteiro Neto, que sonegou mais de 65 milhões de reais e da operação que resultou no afastamento de secretários acusados de corrupção nas prefeituras de Camaragibe e Paulista, no tocante às investigações contra a organização criminosa comandada pelos sócios oficiais e ocultos da Casa de Farinha não se teve mais notícias.

Assistam os vídeos do Programa "Por Dentro do Cardinot" mencionados nesta matéria:

PARTE 1

PARTE 2

MAIS VISITADAS DO MÊS

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos