DCM: Militar preso na Espanha por levar Cocaína no avião presidencial é bolsonarista de fazer arminha com as mãos



Por Kiko Nogueira, para o DCM

O segundo-sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues, preso na Espanha com 39 quilos de cocaína, fez ao menos 29 viagens no Brasil e no exterior desde 2011.

Rodrigues era comissário de um avião da FAB de apoio à comitiva da viagem de Jair Bolsonaro para o encontro do G-20 no Japão.

Bolsonaro está tentando se desvencilhar do sujeito, como se fosse um fantasma ou um imigrante ilegal — “escória” — infiltrado.

É claro que não é possível estabelecer um vínculo direto entre ele e Jair.

Mas o fato é que o sujeito, por força do ofício, sempre esteve por perto.

Em fevereiro, ele estava entre os militares que o seguiram em viagem de Brasília a São Paulo para a realização de exames médicos.

Entre 18 e 20 de março, houve mais uma missão de transporte do “escalão avançado” da Presidência.

Em 24 de maio, fez bate-volta de Brasília a Recife, acompanhando o presidente, que passou todo o dia em Pernambuco, relata a Folha.

Aos poucos, vão surgindo detalhes do perfil de Rodrigues. Aos 38 anos, ganha salário bruto de R$ 7.298.

E, numa rede social, mostrou de quem era eleitor, fazendo arminha com as mãos.

Cidadão de bem das Forças Armadas do Brasil, com muito orgulho, com muito amor.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Única nota 1000 do ENEM de Pernambuco faz homenagem a seu professor de Português

Exclusivo: Sai João e entra Tadeu na sucessão no Recife

À Época, Antônio Campos afirma ter denunciado, às autoridades, esquema maior do que o da Paraíba, operando em Pernambuco pelas mãos de Renata Campos e do PSB

Coincidência: donos do terreno desapropriado por R$ 38 milhões por Geraldo Julio são parentes de outro prefeito do PSB

Ataques de Secretário de Geraldo Julio contra Patrícia Domingos em debate são confissão de pânico de uma possivel candidatura da policial à Prefeitura do Recife