Em nota, defesa do prefeito preso de Camaragibe nega que esteja sustentado tese da insanidade para soltar cliente



Noélia, boa tarde.
Abaixo nota para publicar em referência à sua última postagem.

Sobre o assunto, a defesa de Meira afirma que uma breve leitura do Habeas Corpus já esclarece que em momento algum se alega insanidade mental como tese defensiva. O contexto do parágrafo “pinçado” na reportagem foram as compras e as imediatas desistências de aquisição de bens móveis e imóveis por parte do Prefeito, o que não caracteriza enriquecimento ilícito ou lavagem de ativos, e sim, reflexo do estado de saúde momentâneo. O advogado Ademar Rigueira reitera, ainda, que as notícias devem ser publicadas de forma responsável e não com o intuito de causar factoides e fake news.

Atc,
Ana Paula 

Abaixo, acesse a matéria que a defesa chama de fakenews. O Blog acrescenta que no HC foram acostados Laudo de Psiquiatra e receitas de remédios controlados, que relatam as condições mentais do preso.

Defesa de Meira alega insanidade para justificar crimes do prefeito afastado e preso de Camaragibe https://noeliabritoblog.blogspot.com/2019/06/defesa-de-meira-alega-insanidade-para.html?spref=tw


MAIS VISITADAS DO MÊS

PF flagrou 114 contatos telefônicos entre desembargadora afastada e traficante de drogas e assaltante de carro-forte

STF afasta Conselheiro do TCM-BA por propina de R$ 25 milhões exigida quando era ministro das Cidades

"Jovem deputado foi nutrido na mamadeira da Odebrecht", responde Antonio Campos ao sobrinho João Campos após ser chamado de "mau sujeito" em audiência da Câmara

Remuneração a juíza do TJ-PE chega a mais de R$ 1 milhão em novembro, revela a Folha de São Paulo

Veja: COAF achou R$ 40 milhões na conta de um desembargador