Entreguista, Bolsonaro anuncia a demissão de General presidente dos Correios por se declarar contra a privatização da estatal


O próximo militar a ser demitido pelo presidente Bolsonaro deve ser o presidente dos Correios, Generai Juarez Cunha.

A causa da demissão seria declarações do militar, contrária à privatização dos Correios, durante audiência pública na Câmara dos Deputados.

Onde nós, verdadeiros patriotas, vemos nacionalismo, o entreguismo bolsonarista enxerga "sindicalismo".

Bolsonaro acusou o General de agir como se fosse um sindicalista ao se declarar contrário à privatização.

A fala de Bolsonaro ocorrej durante um café da manhã com jornalistas, nesta sexta-feira (14), ao comentar a saída do general Santos Cruz da secretaria de Governo.

MAIS VISITADAS DO MÊS

PF flagrou 114 contatos telefônicos entre desembargadora afastada e traficante de drogas e assaltante de carro-forte

STF afasta Conselheiro do TCM-BA por propina de R$ 25 milhões exigida quando era ministro das Cidades

"Jovem deputado foi nutrido na mamadeira da Odebrecht", responde Antonio Campos ao sobrinho João Campos após ser chamado de "mau sujeito" em audiência da Câmara

Remuneração a juíza do TJ-PE chega a mais de R$ 1 milhão em novembro, revela a Folha de São Paulo

Veja: COAF achou R$ 40 milhões na conta de um desembargador