Na CCJ, Moro tem como principal "advogado", o político mais delatado de Pernambuco



Alvo das delações da Odebrecht, da JBS, dos laranjas do jatinho e investigado em vários inquéritos da Policia Federal, o senador pernambucano Fernando Bezerra Coelho, MDB e ex-PSB, aparece como o maior advogado do ex-juiz Sergio Moro, durante o depoimento deste na CCJ, na manhã de hoje, no Senado.

Em sua fala, FBC, como é conhecido em Pernambuco, chegou a dizer que o inventor da Lava Jato, que ontem teve conversas vazadas pelo Intercept, em que sugeria ao Procurador Deltan Dalagnol que não investigasse o tucano Fernando Henrique Cardoso, por ser um aliado em potencial, era vítima de graves crimes e ainda elogiou seu trabalho no combate à corrupção.

Em abril de 2018, o Ministro do Supremo Edson Fachin encaminhou ao então juiz Sergio Moro, um dos vários inquéritos contra Fernando Bezerra Coelho, oriundos da Lava Jato. Até onde se sabe, desde então a investigação não avançou. Foi pelas mãos de outro Juiz Federal que finalmente FBC soube o que era sentir o peso da Lava Jato nas costas. Foi do juiz a ordem para bloquear mais de R$ 258 milhões do senador e do espólio de Eduardo Campos. O MPF havia pedido os bloqueios para a 1ª instância da Justiça, que negou. Então, os procuradores recorreram à 2ª instância – o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) –, que autorizou.




MAIS VISITADAS DO MÊS

Milionários pernambucanos aparecem na "caixa preta" do BNDES anunciada por Bolsonaro. Saiba quem são.

Lava Jato chega a Pernambuco: "Amplo esquema criminoso leva Lava Jato a bloquear mais de R$ 3,5 bilhões do PSB, de FBC, do Espólio de Eduardo Campos, Do MDB e de Eduardo da Fonte além de vários empresários

Sem saber que estava sendo gravado, marido e assessor de vereadora relata fraudes em licitações envolvendo deputado federal e esquemas com emendas parlamentares. Até manipulação do MPPE para obter vantagens ele confessa

Incômodo de políticos influentes com investigações estariam por trás de perseguições a Delegada Patrícia Domingos, suspeita presidente da ADEPPE

Exclusivo: Relatório do MPPE comprova que SDS tenta responsabilizar delegada Patrícia por prescrições ocorridas no século passado, antes da policial ingressar na própria Policia Civil. Quem estão querendo acobertar?