Operação prende ex-Corregedor da Fazenda de São Paulo que instaurava inquéritos contra auditores que delatavam corrupção no órgão



O ex-corregedor da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Marcus Vinícius Vannucchi foi preso na manhã desta quinta-feira, 6, sob suspeita de cobrar propina de fiscais que eram investigados pelo órgão. Ele havia sido substituído pelo governador João Doria (PSDB) no último sábado sob a justificativa de questões familiares.

A prisão temporária ocorreu em Itatiba (a 85 km da capital paulista), em uma operação da Polícia Civil e do Gedec, grupo do Ministério Público de São Paulo responsável por crimes financeiros.

Segundo a Promotoria, ele foi encontrado na casa da ex-mulher. O órgão diz que, depois que ele se separou, passou todo o seu patrimônio para ela, em uma suposta tentativa de fraude para se livrar dos bens ilícitos.

As investigações apuram suspeitas das práticas dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. A defesa do ex-corregedor ainda não se manifestou.

Ele estava no cargo desde 2016 e foi afastado a sete meses do fim de seu mandato.

Vannucchi abriu processos administrativos contra servidores que se dispuseram a informar ao Ministério Público suspeitas de irregularidades dentro da Secretaria da Fazenda


MAIS VISITADAS DO MÊS

PF flagrou 114 contatos telefônicos entre desembargadora afastada e traficante de drogas e assaltante de carro-forte

STF afasta Conselheiro do TCM-BA por propina de R$ 25 milhões exigida quando era ministro das Cidades

STF derruba sigilo de gastos da Presidência e Bolsonaro terá que mostrar faturas milionárias do cartão corporativo

Cabos da PM/PE denunciam que governo de Pernambuco só promove oficiais: "Quanta injustiça numa única corporação!"

Auditoria do TCE/PE constatou fraude fiscal, sonegação fiscal, superfaturamento, não prestação dos serviços em contrato de mais de R$ 16,7 milhões da ALEPE. Com a palavra o MPPE, o MPF, a Receita Federal e a Polícia Federal