"Temerário", assim foi classificado pela Polícia Civil, contato telefônico de Demóstenes Meira com Desembargador na véspera da Operação Harpalo

Delegada Jéssica Ramos conduzindo o "todo-poderoso" Demóstenes Meira à prisão 


EXCLUSIVO

O Blog da Noelia Brito teve acesso, com exclusividade, à Representação da Polícia Civil que resultou na prisão e no afastamento do prefeito de Camaragibe, Demóstenes Meira, do PTB. A peça, assinada pela Delegada Jéssica Ramos, da 2ª Delegacia de Polícia de Repressão ao Crime Organizado (DRACO), destaca-se que "denúncias anônimas colacionadas aos autos dão conta de uma rede de pessoas quem compõem uma verdadeira organização criminosa, no conceito mais atual de CRIMINALIDADE INSTITUCIONALIZADA, envolvendo diversos políticos, empresários e funcionários públicos de mais de um município, em uma atuação conjunta para apropriar-se de bens públicos e ocultar  a origem ilícita da aquisição de bens e valores."

No pedido de prisão preventiva e afastamento de Meira ainda consta a revelação, oriundo do Relatório de Inteligência que extraiu informações do celular do prefeito, dando conta de que "um dia antes da deflagração da OPERAÇÃO HARPALO, no dia 25/03/2019,  DEMOSTENES MEIRA realizou uma ligação para o Desembargador FAUSTO CAMPOS, DO TJPE, o que parece bastante temerário".

A prisão de Demóstenes Meira foi determinada pelo Desembargador Mauro Alencar de Barros, na Operação Harpalo II, atendendo ao segundo pedido de prisão e afastamento do prefeito, realizado pela Polícia Civil, depois da análise das provas obtidas na Operação Harpalo I.


LEIA TAMBÉM

Em depoimento à DRACCO, testemunha contou que Meira se gabava de ter "comprado todo mundo no TRE"

MAIS VISITADAS DO MÊS

Exclusivo: Polícia Civil de Pernambuco prende maior estelionatário do Nordeste. Hacker, que estava foragido, foi preso pela Delegacia do Cordeirro. Golpes ultrapassam a casa dos R$ 100 milhões

Exclusivo: Saiba quem são todos os 41 alvos das Operações Casa de Papel e Antídoto, deflagradas hoje, pela PF, e que também teve como alvos as Prefeituras do Recife, do Cano, de Paulista e de Olinda

Advogado dos Bolsonaro, Wasef, teve pedido de prisão em inquérito que investigou seita satanista suspeita de matar crianças em rituais. Seita tinha integrantes também em Pernambuco

DRACCO faz operação contra Sebastião Figueroa, maior fornecedor de produtos gráficos para políticos e governos em Pernambuco. Veja as imagens exclusivas do Blog da Noelia Brito

Covidão: Comandada pelo presidente do PSB de Pernambuco, Sileno Guedes, Secretaria alvo de busca e apreensão da Operação Inópia, do DRACO, da CGU, da PF e do GAECO adquiriu 200 mil cestas básicas a empresa de medicamentos