"VAZA JATO": Mensagens publicadas pelo Intercept mostram armação entre Moro, que recebia denúncias de "fontes" e Dalagnol, que as usava, atribuindo-as a denunciantes "anônimos"



Um dos trechos mais graves até agora revelados  pelo site Intercept Brasil, das conversas nada republicanas entre Sergio Moro e Deltran Dalagnol, na condução de processos da Lava Jato, aponta para uma espécie de armação entre ambos para inserir em investigações, denúncias recebidas supostamente por "fontes" do então juiz Sérgio Moro, que parecia agir como dublê de juiz e procurador.

De acordo com a reportagem, "O MINISTRO DA JUSTIÇA DE BOLSONARO parece ter cruzado a fronteira que separa juiz e investigador numa conversa de 7 de dezembro de 2015, quando ele passou informalmente uma pista sobre o caso de Lula para que a equipe do MP investigasse. 'Entao. Seguinte. Fonte me informou que a pessoa do contato estaria incomodado por ter sido a ela solicitada a lavratura de minutas de escrituras para transferências de propriedade de um dos filhos do ex Presidente. Aparentemente a pessoa estaria disposta a prestar a informação. Estou entao repassando. A fonte é seria', escreveu Moro. 'Obrigado!! Faremos contato', respondeu Dallagnol pouco depois. 'E seriam dezenas de imóveis', acrescentou o juiz. O procurador disse que ligou para a fonte, mas ela não quis falar. 'Estou pensando em fazer uma intimação oficial até, com base em notícia apócrifa', cogitou Dallagnol. Ao que tudo indica, o procurador estava considerando criar uma denúncia anônima para justificar o depoimento da fonte ao MP. O juiz Sergio Moro poderia condenar a solução – ou ficar quieto. Mas endossou a gambiarra: 'Melhor formalizar entao', escreveu Moro."

Em seu Twitter, o jornalista americano Glenn Grenwald, editor do Intercept Brasil e correspondente do NY Times, no País, revelou  que "O arquivo fornecido pela nossa fonte sobre o Brasil é um dos maiores da história do jornalismo. Ele contém segredos explosivos em chats, áudios, vídeos, fotos e documentos sobre @deltanmd, @SF_Moro e muitas facções poderosas. Nossas reportagens acabaram de começar. #VazaJato"


Confira em Exclusivo: chats privados revelam colaboração proibida de Sergio Moro com Deltan Dallagnol na Lava Jato https://interc.pt/31kmK2B

Já as matérias completas publicadas até aqui poder ser lidas em https://theintercept.com/series/mensagens-lava-jato/

MAIS VISITADAS DO MÊS

PF flagrou 114 contatos telefônicos entre desembargadora afastada e traficante de drogas e assaltante de carro-forte

STF afasta Conselheiro do TCM-BA por propina de R$ 25 milhões exigida quando era ministro das Cidades

STF derruba sigilo de gastos da Presidência e Bolsonaro terá que mostrar faturas milionárias do cartão corporativo

Cabos da PM/PE denunciam que governo de Pernambuco só promove oficiais: "Quanta injustiça numa única corporação!"

Auditoria do TCE/PE constatou fraude fiscal, sonegação fiscal, superfaturamento, não prestação dos serviços em contrato de mais de R$ 16,7 milhões da ALEPE. Com a palavra o MPPE, o MPF, a Receita Federal e a Polícia Federal