Cerca de 1000 autoridades e jornalistas teriam sido alvos dos supostos hackers presos pela PF ontem. Um dos presos teria confessado os crimes



Apesar de ter como foco a invasão do celular de Sergio Moro, as buscas autorizadas pela Justiça e as prisões dos suspeitos teriam levado os investigadores da PF a encontrarem provas de que os quatro presos ontem, dentre eles um estudante de Direito filiado ao DEM e um DJ que frequentava passeatas de Bolsonaro, participaram das invasões às contas no Telegram de cerca de mil autoridades dos três Poderes e de jornalistas.

A PF prendeu em Araraquara Walter Delgatti Neto, que já responde a processos por estelionato. Segundo informações da Justiça Eleitoral, ele é filiado ao DEM desde 2007. Conhecido como Vermelho, Delgatti teria confessado as invasões a cerca de mil contas do telegram.

O mandado de buscas, porém, faz  menção apenas a invasões à conta de Sergio Moro e do desembargador federal Abel Gomes, do Tribunal Regional Federal da 2.ª Região, no Rio, ao juiz Flávio Lucas, da 18.ª Vara Federal do Rio e aos delegados da PF Rafael Fernandes, em São Paulo, e Flávio Vieitez Reis, em Campinas.

De acordo com o site O Antagonista, Vermelho teria confessado a invasão ao telegram de Dallagnol e os vazamentos para o Intetcept.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Exclusivo: Polícia Civil de Pernambuco prende maior estelionatário do Nordeste. Hacker, que estava foragido, foi preso pela Delegacia do Cordeirro. Golpes ultrapassam a casa dos R$ 100 milhões

Exclusivo: Saiba quem são todos os 41 alvos das Operações Casa de Papel e Antídoto, deflagradas hoje, pela PF, e que também teve como alvos as Prefeituras do Recife, do Cano, de Paulista e de Olinda

Advogado dos Bolsonaro, Wasef, teve pedido de prisão em inquérito que investigou seita satanista suspeita de matar crianças em rituais. Seita tinha integrantes também em Pernambuco

DRACCO faz operação contra Sebastião Figueroa, maior fornecedor de produtos gráficos para políticos e governos em Pernambuco. Veja as imagens exclusivas do Blog da Noelia Brito

Covidão: PF faz buscas nas Prefeituras do Recife, Paulista, Cabo e Olinda contra corrupção na pandemia