Investigados teriam sido torturados na Delegacia de Goiana, denunciam advogados à Corregedoria da SDS. Procurada pelo Blog, Polícia Civil silencia



Um suposto caso de tortura que teria sido praticado nas dependências da Delegacia de Goiana chegou ao conhecimento da Corregedoria da Secretaria de Defesa Social por meio de uma Representação Disciplinar protocolada pelos advogados dos detidos.

De acordo com a representação, assinada pelo advogado Jethro Junior, exame de corpo de delito teria confirmado que seu cliente teria sido vítima de lesões ocasionadas por força fisica, lesões estas que também teriam sido constatadas pelo Promotor de Justiça e pelo Juiz durante a audiência de custódia, ocasião em que o próprio magistrado teria mandado oficiar o MPPE para averiguação do caso.

Ainda segundo a Representação, "a autoridade policial "torturou barbaramente o Representante e demais autuados para que confessassem um crime que não praticaram, o que inclusive foi constatado em Pericia Médica".

A representação imputa o delito ao delegado Thiago Pinto Uchoa de Araújo. O Blog entrou em contado, na tarde de ontem, com a Assessoria de Comunicação da Polícia Civil de Pernambuco, via e-mail, mas até a publicação desta postagem não obteve resposta.






MAIS VISITADAS DO MÊS

Milionários pernambucanos aparecem na "caixa preta" do BNDES anunciada por Bolsonaro. Saiba quem são.

Sai PSB e entra PSL no comando do Diário de Pernambuco comprado por bolsonarista que chamou jornalistas de mentirosos e depois apagou o Twit

Políticos pernambucanos em pânico: Agiotas do Jatinho que delataram FBC gravaram conversas com delatados e entregaram áudios à PF, revela decisão de Barroso

Veja: Bolsonaro indica para o CADE advogada acusada de vender decisões do STJ para a JBS. A advogada é filha de uma desembargadora federal bolsonarista

Conselheiro do TCE/RJ, ligado ao MDB, é o mandante do assassinato de Marielle, revela inquérito da Policia Federal. O motivo seria vingança contra Freixo por perda do foro privilegiado