Para Toffoli, HC de empresários presos na Operação Harpalo II não é urgente e pedido só deve ser analisado por Fux após o recesso



O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli encaminhou o Habeas Corpus impetrado pelos empresários presos na Operação Harpalo II ao relator que naquela Corte é o ministro Fux.

"O caso não se enquadra na previsão do art. 13, inciso VIII, do RISTF. Encaminhem-se os autos ao digno Relator. Publique-se". Assim decidiu Toffoli que enterrou as esperanças das defesas dos empresários e de Meira de sairem da prisão antes do final do recesso.

A defesa havia impetrado o Habeas Corpus contra a decisão do ministro do STJ, Jorge Mussi, que negou a soltura dos empresários e do prefeito afastado de Camaragibe, Demóstenes Meira na esperança de que Dias Tofolli adotasse a mesma postura que seguiu ao soltar o prefeito afastado do Cabo de Santo Agostinho, Lula Cabral, mas nesse caso, Toffoli decidiu diferente e mandou o HC para o relator.

Acaso a defesa Demóstenes Meira também opte por impetrar outro Habeas Corpus, o destino deverá ser o mesmo, ou seja, a remessa ao relator, no caso, Fux.

Assim, os alvos da Harpalo II devem continuar presos até pelo menos o fim do recesso forense, que perdurará até 31 de julho.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Milionários pernambucanos aparecem na "caixa preta" do BNDES anunciada por Bolsonaro. Saiba quem são.

Lava Jato chega a Pernambuco: "Amplo esquema criminoso leva Lava Jato a bloquear mais de R$ 3,5 bilhões do PSB, de FBC, do Espólio de Eduardo Campos, Do MDB e de Eduardo da Fonte além de vários empresários

Sem saber que estava sendo gravado, marido e assessor de vereadora relata fraudes em licitações envolvendo deputado federal e esquemas com emendas parlamentares. Até manipulação do MPPE para obter vantagens ele confessa

Incômodo de políticos influentes com investigações estariam por trás de perseguições a Delegada Patrícia Domingos, suspeita presidente da ADEPPE

Exclusivo: Relatório do MPPE comprova que SDS tenta responsabilizar delegada Patrícia por prescrições ocorridas no século passado, antes da policial ingressar na própria Policia Civil. Quem estão querendo acobertar?