PF, PRF e Receita Federal deflagram Operação Joia do Oceano de combate a lavagem de dinheiro do tráfico internacional por meio de Portos




Arte: Secom/PGR

Foi deflagrada nesta terça-feira (2) a Operação Joias da Oceano, que visa apurar esquemas de lavagem de dinheiro mantidos por organização criminosa que traficava cocaína para o exterior por meio do complexo portuário de Itajaí/Navegantes, em Santa Catarina.

A deflagração é um desdobramento da Operação Oceano Branco e resulta da continuidade das apurações por parte do Ministério Público Federal (MPF), do Departamento de Polícia Federal (DPF) e da Receita Federal (RF). Além disso, decorre do deferimento de medidas cautelares pelo Juízo da 1ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Itajaí.

A operação cumpre 33 mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva, nas cidades de Balneário Camboriú, Joinville, Araquari e São Francisco do Sul. O objetivo é reunir elementos probatórios complementares, bem como, no caso da prisão, fazer cessar atos de branqueamento de capitais atualmente em curso.

A deflagração visa ainda o sequestro de bens móveis e imóveis, que totalizam cerca de R$ 75 milhões.
Com informações da Assessoria de Comunicação Social do Ministério Público Federal em SC

MAIS VISITADAS DO MÊS

Única nota 1000 do ENEM de Pernambuco faz homenagem a seu professor de Português

Exclusivo: Sai João e entra Tadeu na sucessão no Recife

À Época, Antônio Campos afirma ter denunciado, às autoridades, esquema maior do que o da Paraíba, operando em Pernambuco pelas mãos de Renata Campos e do PSB

Coincidência: donos do terreno desapropriado por R$ 38 milhões por Geraldo Julio são parentes de outro prefeito do PSB

Ataques de Secretário de Geraldo Julio contra Patrícia Domingos em debate são confissão de pânico de uma possivel candidatura da policial à Prefeitura do Recife