Bolsonaro escolhe apadrinhado do filho investigado para ser o novo Procurador Geral da República



Robson Bonin, da Veja, revela que pelo menos dois candidatos à sucessão de Raquel Dodge já teriam sido avisados por emissários de Bolsonaro de que o presidente teria batido o martelo e decidido indicar o procurador da República do Rio de Janeiro Antônio Carlos Simões Soares para o posto.

Segundo a Veja, o nome teria sido escolhido em razão de suas ligações com o filho investigado de Bolsonaro, Flavio Bolsonaro e com o advogado deste Feederick Wassef.

Além das investigações por lavagem de dinheiro e peculato, que recaem sobre o filho mais velho de Bolsonaro, outra investigação envolvendo assessores milicianos da família presidencial pode ter influenciado na escolha do novo PGR, cujo nome deve ser anunciado até tetça-feira: tráfico de influência nas investigações do assassinato da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco. Dentre os executores do assassinato estão ex-PMs ligados a Queiroz e ao próprio Flavio que mantinha familiares dos assassinos como assessores em seu gabinete. As investigações sobre manipulação do inquérito do asaassinato de Msrielle por autoridades do Rio De Janeiro foram determinadas pela atual PGR.


MAIS VISITADAS DO MÊS

Durante julgamentos de interesse da gestão Geraldo Julio, um dos quais envolvendo a Casa de Farinha, Conselheiros do TCE/PE perdem a calma, gritam e interrompem Procuradora que combate a corrupção no Governo de Pernambuco e na Prefeitura do Recife

Exclusivo: TJPE determina afastamento do Prefeito de Paulista, Junior Matuto, a pedido do Dracco, por desvios de R$ 21 milhões em PPP do lixo com a empresa Locar

"Grampos" da Operação Locador, do DRACCO, mostram temor de investigados de que chefões da gestão Matuto lhes fizessem "mal" e espanto com pagamentos em dinheiro vivo feitos pelo prefeito na compra de terrenos

PF volta à Prefeitura do Recife em mais duas Operações por desvios de recursos públicos na pandemia: Bal MAsqué e Apneia III. Diretor Financeiro é afastado do cargo pro pagar mais de R$ 7 milhões por produtos jamais entregues

Braço direito de Geraldo Julio, João Guilherme Ferraz incentivou e até debochou do fato de serem adquiridos respiradores testados apenas em porcos: "Leia c bons olhos kkkkkkk"