Nova Zona Azul Digital do Recife é investigada pelo MPPE por sonegar emissão de nota fiscal



A nova Zona Azul da Prefeitura do Recife, chamada de Zona Azul Digital por vender os cartões de estacionamento por meio de um aplicativo para celulares, mediante pagamento por cartões de crédito e de débito, já é alvo de pelo menos um inquérito instaurado pela 17. Promotoria de Justiça da Capital.

De acordo com a Portaria assinada pela promotora de Justiça Rosa Maria de Andrade, uma denúncia anônima encaminhada à Ouvidoria do MPPE revela que ao pagamento para uso das vagas de Zona Azul na Capital pernambucana não está correspondendo a obrigatória emissão de notas fiscais.

O serviço foi terceirizado pela Prefeitura do Recife à empresa Serttel Ltda., que possui 190 milhões de reais em contratos com as Prefeituras do Recife, Caruaru e Petrolina e com o Detran/PE.




MAIS VISITADAS DO MÊS

SDS transfere delegado de Arcoverde que prendeu filho da presidente da Câmara por série de homicídios e população se revolta. Vereadora é do Partido do Governador

Corruptocracia Pernambucana: Prefeito com tornozeleira é recebido com festa ao retornar ao cargo depois de desviar quase cem milhões da Previdência. Veja o vídeo

PF deflagra Operação contra empréstmos fraudulentos de R$ 8,5 milhões no BNB em Pernambuco. Empresário e bancário estão foragidos da Justiça

"Lá no apartamento de Fernandinho...ali eu tenho acesso, toda hora, todo instante". Leia trechos da degravação da conversa entre agiota do jatinho e operador dos Bezerra Coelho revelada em primeira mão pelo Blog

STJ MANDA INQUÉRITO CONTRA PAULO CÂMARA E GERALDO JULIO, POR SUPOSTOS CRIMES NA LICITAÇÃO DA ARENA PERNAMBUCO, PARA VARA DOS CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NO RECIFE