OAB X Bolsonaros: Vingança pessoal estaria por trás das perseguições do clá à entidade. Flavio teve inscrição negada por não ter concluído Curso de Direito



O Blog da Noelia Brito teve acesso a uma decisão judicial que parece explicar o ódio nutrido pela família Bolsonaro pela Ordem dos Advogados do Brasil.

De acordo com a decisão relatada pelo ministro Og Fernandes, do STJ, o hoje senador Flavio Bolsonaro obteve aprovação em um exame da OAB do Rio de Janeiro antes de ter concluído o curso de Direito e a partir disso ingressou com um mandado de segurança para obter o direito à inscrição na entidade e consequentemente de advogar, mesmo sem ter o principal requisito para tanto: o diploma de Bacharel em Direito.

Flávio chegou a conseguir uma liminar que foi cassada pelo Tribunal Regional Federal, levando ao cancelamento da inscrição porque de acordo com a Justiça, fora dada ilegalmente.

Insatisfeito com a derrota sofrida no Tribunal, Flavio Bolsonaro ajuizou uma ação pedindo indenização milionária à OAB por supostos danos morais. Entretanto, a Justiça novamente entendeu que a OAB estava correta em seu procedimento e Flavio Bolsonaro amargou mais uma derrota e o que é pior, ainda terá que arcar com os honorários em razão da derrota, que incidirão sobre o valor milionário que o próprio Flávio atribuiu à indenização que pretendia receber.

Ao que tudo indica, esse é mais um caso em que o clã Bolsonaro se utiliza do governo para mover vinganças pessoais





MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos