Pelo Twitter, Carlos Bolsonaro e Gleisi Hoffmann trocam farpas usando apelidos: "Amante" e "Primo"



A derrubada do veto de Jair Bolsonaro ao projeto de lei que criminaliza a disseminação de "fake news" contra candidatos durante as eleições gerou uma troca de farpas entre a presidente do PT, deputada Gleisi Hoffmann e o vereador Carlos Bolsonaro.

Logo após Gleisi postar em seu Twitter que a derrubada do veto seria um recado a Bolsonaro, Deltan e Moro, Carlos respondeu por meio de outro tuit "Não, Amante", numa alusão ao apelido dado à petista na Lista da Odebrecht e que insinuava uma relação entre a então senadora e o presidente Lula. Gleisi não se fez de rogada e contra atacou: "Claro que não, primo @carlosbolsonaro", numa alusão às insinuação de que Carlos teria uma relação homoafetiva com um dos primos, apesar da sanha homofobica do clã Bolsonaro. 

Esse é o nivel atual do debate político no Brasil, focado na vida sexual de parte a parte. Certamente, Freud, para quem as relações sexuais humanas são, na verdade, relações de poder, explica.


MAIS VISITADAS DO MÊS

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Mapa da Vergonha: Pernambuco é o Estado com o maior número de irregularidades investigadas na pandemia, aponta documento da Polícia Federal

EXCLUSIVO: PF PRENDE PREFEITO E VICE DE AGRESTINA

Operação Desumano: Orcrim que assalta cofres da Saúde do povo pernambucano há anos é desbaratada em megaoperação da PF, CGU, MPF e MPPE (GAECCO). Prefeituras do Recife e de Jaboatão e empresário, líder da ORCRIM, entre os alvos