Sem saber que estava sendo gravado, marido e assessor de vereadora relata fraudes em licitações envolvendo deputado federal e esquemas com emendas parlamentares. Até manipulação do MPPE para obter vantagens ele confessa


Circula nas Redes Sociais um áudio divulgado por alguém se intitulando "Intetcept Palmares", onde uma voz atribuída ao assessor e marido da vereadora de Palmares, Ray do Quilombo revela supostos esquemas com deputados estaduais em contratos pagos por emendas parlamentares e fraudes em licitações envolvendo parlamentar federal. O marido da vereadora Ray do Quilombo, de nome Rodrigo Coutinho, a quem é atribuída a voz que aparece nos áudios, aparece se vangloriando de receber vantagens oriundas de emendas do presidente da Alepe, Eriberto Medeiros, a quem cita nominalmente e do deputado Pastor Cleiton Collins.

A voz afirma que a CPI presidida pela esposa de Rodrigo Coutinho, a vereadora Ray do Quilombo, contra o prefeito de Palmares, teria a finalidade de beneficiar o vice e seria uma vingança porque o prefeito não teria dado à vereadora e a seu marido cargos de pelo menos 4 ou 5 mil reais. 

Um dos trechos mais graves aponta para possíveis fraudes em licitações no Município de Água Preta, onde a pessoa identificada como Rodrigo Coutinho afirma que seu primo, o ex-deputado federal Fernando Coutinho teria intetcedido para que um protegido vencesse uma licitação naquele município, de quase um milhão, retirando-o do pregão, implicando num sobrepreço de 300 mil reais.

Além disso, a voz atribuída a Rodrigo Coutinho afirma que toda semana estaria "empurrando" uma denúncia no Ministério Público para intimidar o prefeito.

Com a palavra, os citados nas gravações.

Confiram o áudio:


MAIS VISITADAS DO MÊS

Milionários pernambucanos aparecem na "caixa preta" do BNDES anunciada por Bolsonaro. Saiba quem são.

Lava Jato chega a Pernambuco: "Amplo esquema criminoso leva Lava Jato a bloquear mais de R$ 3,5 bilhões do PSB, de FBC, do Espólio de Eduardo Campos, Do MDB e de Eduardo da Fonte além de vários empresários

Incômodo de políticos influentes com investigações estariam por trás de perseguições a Delegada Patrícia Domingos, suspeita presidente da ADEPPE

Exclusivo: Relatório do MPPE comprova que SDS tenta responsabilizar delegada Patrícia por prescrições ocorridas no século passado, antes da policial ingressar na própria Policia Civil. Quem estão querendo acobertar?