À PF, delator da Operação Turbulência contou que gravou conversas para corroborar delação

24 de set. de 2019

/ by Blog da Noelia Brito


O delator João Carlos Lyra contou à Polícia Federal, em depoimento prestado à delegada federal Andrea Pinho, no dia 05 de setembro de 2018, que gravou a conversa com Iran Padilha, apontado como operador de propinas para a família Bezerra Coelho, para fazer prova da veracidade de sua delação. Ainda segundo o delator, este desconfiava que Fernando Bezerra Coelho pretendesse dissuadi-lo de revelar algum ilícito em sua colaboração premiada, porque nem ele nem Iran Padilha saberiam que ele, João Carlos Lyra, já fizera delação premiada e que esta fora homologada pelo STF:





 





© Todos os direitos reservados - 2021