Advogado é preso no Ceará tentando passar bilhetes para membros de facções. Estado sofre nova onda de ataques das facções



Em meio à nova onda de ataques promovidos ppr facções criminosas em represália ao endurecimento das regras nos presídios cearenses, o advogado Alaor Patrício Júnior foi preso em flagrante portando bilhetes contendo mensagens de integrante de facções criminosas. Secretaria da Administração Penitenciária do Ceará (SAP), o homem estava com bilhetes contendo mensagens de integrantes de facções criminosas.



Em nota, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Secção Ceará informou que por meio da diretoria de prerrogativas e do Centro de Apoio ao Advogado, está apurando todos os fatos e acompanhando o caso para garantir a legalidade da prisão e também que o flagranteado tenha assegurado o direito à ampla defesa e ao contraditório. "Informamos que, em caso de infração ao código de ética, a OAB tem o dever de abrir um processo disciplinar no Tribunal de Ética e Disciplina (TED)", finaliza a instituição.

O Estado do Ceará sofre, desde a última sexta-feira, nova onda de ataques a órgãos públicos, ônibus e empresas promovida por membros das facções criminosas em represália aonendurecimento das regras dentro dos presídios, pela Secretaria de Administração Penitenciária.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Forbes: Lista de bilionários brasileiros traz 16 cearenses e 6 pernambucanos. Saiba quem são.

Entidades ligadas a empresário preso hoje pela PF, por desvios na Saúde, receberam mais de R$ 781 milhões do Estado e de Prefeituras pernambucanas

Radar: João Campos recebe mais de R$ 5,2 milhões do Fundo Eleitoral do PSB e é recordista nacional de doações

TRF5 nega liminar no HC para soltar empresário Paulo Magnus, preso pela PF na Operação Desumano: "rege a orquestra da organização criminosa"