Advogado é preso no Ceará tentando passar bilhetes para membros de facções. Estado sofre nova onda de ataques das facções



Em meio à nova onda de ataques promovidos ppr facções criminosas em represália ao endurecimento das regras nos presídios cearenses, o advogado Alaor Patrício Júnior foi preso em flagrante portando bilhetes contendo mensagens de integrante de facções criminosas. Secretaria da Administração Penitenciária do Ceará (SAP), o homem estava com bilhetes contendo mensagens de integrantes de facções criminosas.



Em nota, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Secção Ceará informou que por meio da diretoria de prerrogativas e do Centro de Apoio ao Advogado, está apurando todos os fatos e acompanhando o caso para garantir a legalidade da prisão e também que o flagranteado tenha assegurado o direito à ampla defesa e ao contraditório. "Informamos que, em caso de infração ao código de ética, a OAB tem o dever de abrir um processo disciplinar no Tribunal de Ética e Disciplina (TED)", finaliza a instituição.

O Estado do Ceará sofre, desde a última sexta-feira, nova onda de ataques a órgãos públicos, ônibus e empresas promovida por membros das facções criminosas em represália aonendurecimento das regras dentro dos presídios, pela Secretaria de Administração Penitenciária.

MAIS VISITADAS DO MÊS

PF flagrou 114 contatos telefônicos entre desembargadora afastada e traficante de drogas e assaltante de carro-forte

STF afasta Conselheiro do TCM-BA por propina de R$ 25 milhões exigida quando era ministro das Cidades

STF derruba sigilo de gastos da Presidência e Bolsonaro terá que mostrar faturas milionárias do cartão corporativo

Cabos da PM/PE denunciam que governo de Pernambuco só promove oficiais: "Quanta injustiça numa única corporação!"

Auditoria do TCE/PE constatou fraude fiscal, sonegação fiscal, superfaturamento, não prestação dos serviços em contrato de mais de R$ 16,7 milhões da ALEPE. Com a palavra o MPPE, o MPF, a Receita Federal e a Polícia Federal