Carlos Bolsonaro, o "02", é investigado em dois procedimentos do MPRJ por empregar funcionários fantasmas em seu gabinete de vereador.


Matéria do Estadão, assinada por Caio Sartori, revela que o vereador licenciado do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro, é investigado em dois procedimentos instaurados pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, por supostamente manter em seu gabinete funcionários fantasmas.

O Estadão apurou que Carlos é investigado tanto na esfera penal quanto na cível. As investigações, que estão sob sigilo, estão nas mãos do procurador-geral de Justiça, Eduardo Gussem, com auxílio do Grupo de Atribuição Originária Criminal (Gaocrim).

MAIS VISITADAS DO MÊS

Milionários pernambucanos aparecem na "caixa preta" do BNDES anunciada por Bolsonaro. Saiba quem são.

Sai PSB e entra PSL no comando do Diário de Pernambuco comprado por bolsonarista que chamou jornalistas de mentirosos e depois apagou o Twit

Políticos pernambucanos em pânico: Agiotas do Jatinho que delataram FBC gravaram conversas com delatados e entregaram áudios à PF, revela decisão de Barroso

Veja: Bolsonaro indica para o CADE advogada acusada de vender decisões do STJ para a JBS. A advogada é filha de uma desembargadora federal bolsonarista

Conselheiro do TCE/RJ, ligado ao MDB, é o mandante do assassinato de Marielle, revela inquérito da Policia Federal. O motivo seria vingança contra Freixo por perda do foro privilegiado