Ceará cria delegacia especializada no combate à corrupção para garantir verba do Fundo de Segurança Pública. Pernambuco não tem e perderá recursos


O Diário Oficial do Estado do Ceará desta terça-feira, 3, trouxe a publicação de um decreto do governador Camilo Santana (PT) criando a Delegacia de Combate à Corrupção do Cea. Segundo o texto, o novo órgão surge da "necessidade de estender a política de combate à criminalidade e ao desvio de recursos públicos o que impõe a estruturação de uma delegacia especializada".
Um dos critérios para que Estados recebam recursos ministério de Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública), é a existência de uma delegacia especializada no combate à corrupção. 
O rateio de recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública foi condicionado por Sergio Moro à criação de unidades policiais dedicadas exclusivamente ao combate da corrupção.
Na prática, o decreto "rebatiza" a Delegacia de Combate aos Crimes Contra a Administração e Finanças Públicas. O órgão já existia na estrutura da Polícia Civil do Estado e tinha atribuições parecidas.
Por ter decidido pela extinção da delegacia especializada, que era a Decasp, substituindo-a por um departamento que abrange todos os tipos de crime organizado, o DRACO,  Paulo Câmara (PSB), vai provar Pernambuco recursos desse Fundo. Para recebê-lo terá que criar uma especializada, a exenplo do Ceará.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Única nota 1000 do ENEM de Pernambuco faz homenagem a seu professor de Português

Exclusivo: Sai João e entra Tadeu na sucessão no Recife

À Época, Antônio Campos afirma ter denunciado, às autoridades, esquema maior do que o da Paraíba, operando em Pernambuco pelas mãos de Renata Campos e do PSB

Coincidência: donos do terreno desapropriado por R$ 38 milhões por Geraldo Julio são parentes de outro prefeito do PSB

Ataques de Secretário de Geraldo Julio contra Patrícia Domingos em debate são confissão de pânico de uma possivel candidatura da policial à Prefeitura do Recife