Em nota, Prefeitura de Palmares nega irregularidades apontadas em CPI da Câmara e reclama de perseguição contra o Prefeito por parte da relatora

16 de set. de 2019

/ by Blog da Noelia Brito



NOTA DE ESCLARECIMENTO

 Alguns veículos de comunicação estão trazendo informações sobre a CPI dos Esportes, que tramitou na Câmara Municipal de Palmares. De antemão, convém destacar que a Câmara Municipal de Palmares, por maioria, DECIDIU POR NÃO ABRIR PROCESSO DE CASSAÇÃO CONTRA O PREFEITO DO MUNICÍPIO, O SR. ALTAIR BEZERRA DA SILVA JÚNIOR. A Câmara Municipal de Palmares, analisando o Relatório da CPI, elaborado pela Vereadora Ray do Quilombo, entendeu que NÃO HAVIAM indícios de ilegalidades, não havendo consistência nos apontados feitos pela Vereadora Relatora. Dessa maneira, em votação com AMPLA MAIORIA, decidiu-se por NÃO ABRIR PROCESSO DE IMPEACHMENT CONTRA O PREFEITO MUNICIPAL. ASSIM SENDO, RESTA COMPROVADA A AUSÊNCIA DE QUALQUER IRREGULARIDADE NA GESTÃO DO SR. ALTAIR JÚNIOR. Ademais, faz-se importante informar que o Sr. Altair Bezerra da Silva Júnior, em nenhum momento durante o curso de toda a CPI, teve oportunidade de se pronunciar sobre às supostas ilegalidades constantes no mesmo. Fato esse que, por si só, explica as considerações finais apontadas pelo relatório final da Vereadora Ray do Quilombo. Em verdade, o Sr. Altair Bezerra da Silva Júnior JAMAIS praticou ato ilegal, em violação à dispositivos legais. Ao contrário, todos os atos do Prefeito Municipal de Palmares sempre foram pautados na Legalidade, não podendo, de maneira indevida, imputar ao mesmo supostos fatos inexistentes. O que há, em verdade, é uma perseguição política por parte da Vereadora Ray do Quilombo que, conforme noticiado por este Blog, por meio do seu companheiro, assediava o Prefeito Municipal por dinheiro, ameaçando-o de fazer denúncias infundadas, para assim prejudica-lo.

 LINK DA MATÉRIA: https://www.blogdanoeliabrito.com/2019/08/sem-saber-que-estava-sendo-gravado.html 

 Os áudios trazidos por este Blog deixam bem claro que o único intuito da Vereadora Ray do Quilombo e seu companheiro, o Sr. Rodrigo Coutinho, era assediar o Prefeito Municipal para que o mesmo pagasse altas quantias, em troca de suposto apoio ‘’ político’’. E, se assim não fizesse, sofreria com ataques nos Órgãos de Controle, como MPPE, TCE/PE e DRACO. 
© Todos os direitos reservados - 2021