No Recife, Crivella levaria multa da própria Prefeitura, por causa da "Lei do Amor Livre", vigente desde 2002.





No Recife, a atitude do Prefeito do Rio de Janeiro de usar a eatrutura do Município para colocar em prática sua sanha homofóbica, mandando recolher livros com temática LGBT na Bienal do Livro, pelo simples fato de mostrar o desenho de dois homens se beijando na boca, esbarraria na Lei 16.780 em vigor desde 2002, conhecida como Lei do Amor Livre, que proíbe qualquer forma de discriminação ao cidadão ou cidadã, com base em sua orientação sexual.

A Lei do Amor Livre recifense penaliza os estabelecimentos que, de alguma forma, possam discriminar essas LGBTI+. 

De acordo com a Lei 16.780, "entende-se por orientação sexual a liberdade do cidadão de expressar abertamente seus afetos e relacionar-se emocional e sexualmente com pessoas do mesmo sexo ou oposto, sejam eles homossexuais masculino ou feminino, independente de seus trajes, acessórios, postura corporal, tonalidade da voz ou aparência" (§ 1º, Art. 1º). 

Fundamentalista religiosos que chegaram à Câmara explorando a religiosidade das pessoas já tentaram revogar, sem sucesso, a Lei do Amor Livre. 

MAIS VISITADAS DO MÊS

Corruptocracia Pernambucana: Prefeito com tornozeleira é recebido com festa ao retornar ao cargo depois de desviar quase cem milhões da Previdência. Veja o vídeo

Contrato da iluminação pública de Olinda leva à condenação da vice-governadora de Pernambuco e ex-prefeita do município por improbidade administrativa com suspensão dos direitos políticos por seis anos

STF derruba sigilo de gastos da Presidência e Bolsonaro terá que mostrar faturas milionárias do cartão corporativo

DRACO pede e TJPE autoriza prisão do filho do operador pivô do afastamento do prefeito de São Lourenço da Mata e da prisão do prefeito de Camaragibe

Cabos da PM/PE denunciam que governo de Pernambuco só promove oficiais: "Quanta injustiça numa única corporação!"