No Recife, Crivella levaria multa da própria Prefeitura, por causa da "Lei do Amor Livre", vigente desde 2002.





No Recife, a atitude do Prefeito do Rio de Janeiro de usar a eatrutura do Município para colocar em prática sua sanha homofóbica, mandando recolher livros com temática LGBT na Bienal do Livro, pelo simples fato de mostrar o desenho de dois homens se beijando na boca, esbarraria na Lei 16.780 em vigor desde 2002, conhecida como Lei do Amor Livre, que proíbe qualquer forma de discriminação ao cidadão ou cidadã, com base em sua orientação sexual.

A Lei do Amor Livre recifense penaliza os estabelecimentos que, de alguma forma, possam discriminar essas LGBTI+. 

De acordo com a Lei 16.780, "entende-se por orientação sexual a liberdade do cidadão de expressar abertamente seus afetos e relacionar-se emocional e sexualmente com pessoas do mesmo sexo ou oposto, sejam eles homossexuais masculino ou feminino, independente de seus trajes, acessórios, postura corporal, tonalidade da voz ou aparência" (§ 1º, Art. 1º). 

Fundamentalista religiosos que chegaram à Câmara explorando a religiosidade das pessoas já tentaram revogar, sem sucesso, a Lei do Amor Livre. 

MAIS VISITADAS DO MÊS

Única nota 1000 do ENEM de Pernambuco faz homenagem a seu professor de Português

Exclusivo: Sai João e entra Tadeu na sucessão no Recife

À Época, Antônio Campos afirma ter denunciado, às autoridades, esquema maior do que o da Paraíba, operando em Pernambuco pelas mãos de Renata Campos e do PSB

Coincidência: donos do terreno desapropriado por R$ 38 milhões por Geraldo Julio são parentes de outro prefeito do PSB

Ataques de Secretário de Geraldo Julio contra Patrícia Domingos em debate são confissão de pânico de uma possivel candidatura da policial à Prefeitura do Recife