Análise: Primeira pesquisa para a Prefeitura do Recife aponta atual prefeito como principal cabo eleitoral e alta rejeição ao bolsonarismo

Prefeito Geraldo Júlio, que sonha em ser governador, está rindo à toa 

A primeira pesquisa que vem a público para avaliar o desempenho dos pretensos candidatos à sucessão do atual prefeito do Recife, Geraldo Julio,  aponta o alcaide como o principal cabo eleitoral das próximas eleições municipais, na Capital.

Além de apresentar uma aprovação de mais de 52%, o prefeito é citado na espontânea com mais de 7% dos votos, mesmo sem poder ser candidato, ao passo que os demais aparecem com citações em torno de 1% ou menos.

Chama atenção as rejeições do governador Paulo Câmara que vem de uma reeleição recente e do presidente Jair Bolsonaro. O primeiro tem rejeição superior a 50%, ao passo que o atual presidente beira os 60% de rejeição.

Na pesquisa estimulada, de acordo com os dados divulgados pelo Blog do Magno Martins, João Campos, do PSB, que é o candidato do prefeito Geraldo Júlio, desponta na dianteira com 13,6%, seguido pela prima deste, Marília Arraes, do PT, com 12,5% e por Mendonça Filho, do DEM, com 9,4%. Como a margem de erro é de 3,5% para mais ou para menos, os três podem ser considerados em empate técnico.

Daniel Coelho, do Cidadania, vem em seguida, com 7,1%, empatado tecnicamente com André Ferreira, do PSC, com 5%, Felipe Carreras, do PSB, com 4,1%, Túlio Gadelha, do PDT, com 3,6%, Luciano Bivar, do PSL, que tem 3,4%, Silvio Costa Filho, do PRB, com 2,8% e André de Paula PSD, 2,7%.

Aliados do líder do governo Bolsonaro, Raul Henry, do MDB e Marco Aurélio, do PRTB, aparecem com 1,8% e 1%. Por hora, brancos e nulos lideram a disputa somando 20,1%, enquanto 12,9% disseram que não sabiam em quem votar ou se recusaram a responder. O Instituto Opinião foi a campo entre os dias 28 e 29 de setembro, sendo aplicados 785 questionários, com margem de erro de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos e margem de acerto de 95%.


O resultado dessa primeira pesquisa aponta para o favoritismo da candidatura que vier a ser apoiada pelo prefeito Geraldo Júlio, ainda mais se considerarmos que alguns dos apontados com possíveis postulantes pertencem a partidos que integram a base de apoio do prefeito, a exemplo do PT, de Marília Arraes e do PDT, de Túlio Gadelha. Outro ponto de destaque é o fraco desempenho dos pré-candidatos alinhados com o bolsonarismo na capital pernambucana, onde, aliás, a rejeição ao presidente é extremamente elevada.

O único senão dessa pesquisa foi a perda da oportunidade de testar a aceitação das delegadas Gleide Angelo e Patrícia Domingos, que também têm sido citadas como possíveis candidatas. Além delas, o ex-deputado Paulo Rubem também vem sendo cogitado para disputar a Prefeitura do Recife, pelo PSOL e poderia ter sido incluído no levantamento.

MAIS VISITADAS DO MÊS

SDS transfere delegado de Arcoverde que prendeu filho da presidente da Câmara por série de homicídios e população se revolta. Vereadora é do Partido do Governador

PF deflagra Operação contra empréstmos fraudulentos de R$ 8,5 milhões no BNB em Pernambuco. Empresário e bancário estão foragidos da Justiça

Sai PSB e entra PSL no comando do Diário de Pernambuco comprado por bolsonarista que chamou jornalistas de mentirosos e depois apagou o Twit

STJ MANDA INQUÉRITO CONTRA PAULO CÂMARA E GERALDO JULIO, POR SUPOSTOS CRIMES NA LICITAÇÃO DA ARENA PERNAMBUCO, PARA VARA DOS CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NO RECIFE

"Lá no apartamento de Fernandinho...ali eu tenho acesso, toda hora, todo instante". Leia trechos da degravação da conversa entre agiota do jatinho e operador dos Bezerra Coelho revelada em primeira mão pelo Blog