Bivar divulga gastos de R$ 340 mil do PSL com "advogada rapina" de Bolsonaro



Monica Bergamo, da Folha de São Paulo, conta que Luciano Bivar divulgou para um grupo de parlamentarea os gastos do PSL com a advogada Karina Kufa, a quem Bivar tem acuaado de ser uma "advogada rapina" que junto com o "juis desempregado" Admar Gonzaga, estaria querendo meter a mão no Fundo Partidário do PSL, junto com Bolsonaro, para fins não éticos.

Admar Gonzaga é ex-ministro do TSE e agora virou uma espécie de consultor jurídico de Bolsonaro. Ateibui-se a ele a ingerência junto ao TRE/PE para agilização das buscas e apreensões contra Bivar, que haviam sido negadas pela Juiza Eleitoral da 6. Zona Eleitoral do Recifem
Além de receber R$ 40 mil por mês, ela firmou contrato de R$ 200 mil para apresentar ações diretas de inconstitucionalidade no STF, contou Bivar.

Segundo Bergamo, o mesmo relatório mostra que a advogada assinou acordo de R$ 100 mil para defender a senadora Juíza Selma (PSL-MT), acusada de abuso de poder econômico e caixa dois nas eleições de 2018. Os recursos saíram do caixa do PSL de São Paulo.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Justiça recebe denúncia contra tenente coronel da PMPE acusado de assediar sexualmente 4 subordinadas policiais militares

Indústria de multas de Geraldo Júlio arrecadou R$ 230 milhões em apenas 4 anos enquanto gastos com educação no trânsito não chegam a R$ 550 mil

Roberto Viana e o Game of Thrones de Pernambuco

Antônio Campos cumpriu o que disse à Época e depôs hoje, no MPF, como testemunha em inquérito sigiloso envolvendo caciques do PSB. Vejam a nota

Monitoramento e "grampos" contra Coronel Meira e Antonio Campos teriam sido ordenados ao DRACO pelo Palácio, segundo informe da Inteligência da PM ao Coronel. Leia denúncia à PF