Donos do mundo, Bolsonaro e Paulo Câmara desafiam a justiça e descumprem liminar que manda fornecer medicamento a paciente vítima de câncer de pulmão em estágio avançado



Atendendo a um Agravo de Instrumento (PJE Nº 0807885-89.2019.4.05.0000) de uma paciente vítima de câncer de pulmão em estado avançado, o Desembargador Federal Paulo Cordeiro, do TRF da 5ª Região, determinou à União Federal e ao Estado de Pernambuco, o fornecimento à parte autora, portadora de Adenocarcinoma de Pulmão, com metástases pulmonares, o fornecimento do medicamento PEMBROLIZUMAB 200 mg, a cada 21 dias. A ordem deveria ter sido cumprida no prazo de cinco dias, sob pena de multa diária de R$ 500,00 (quinhentos reais), pro rata , para fins de Bloqueio via Bacen-jud, sem prejuízo da Responsabilidade dos Servidores envolvidos no caso. A União e o Estado de Pernambuco foram devidamente intimados em 19/08/2019, de modo que o prazo final para satisfação da obrigação foi 24/08/2019.







Em contato com o Blog, familiares da paciente denunciam que até a presente data nem o governo Bolsonaro, nem o governo Paulo Câmara, que parecem compartilhar verdadeiro desprezo com a vida humana, cumpriram a ordem judicial.







De acordo com a decisão do desembargador federal, a paciente é acometida "de Adenocarcinoma de Pulmão, com metástases pulmonares, necessitando de Pembrolizumab (Keytruda) 200mg, que possui registro na ANVISA, o qual, certamente, proporcionar-lhe-á um melhor controle de sintomas e da doença. Ressalte-se que a promoção da saúde pública é, em face do art. 196 da Constituição Federal, dever do Estado a ser cumprido, nos termos da Lei nº 8.080/90, com a conjunta participação da União, dos Estados e Municípios. Em vista do dever acima referido, da imprescindibilidade de a agravante ser medicada com a droga acima referida, para o tratamento de doença que já se encontra em estágio avançado, e do fato de que a ausência do referido medicamento compromete o próprio direito a sua vida, resta, a princípio, devidamente demonstrada a necessidade do provimento pretendido."

A Turma rejeitou um agravo interno do Estado de Pernambuco que pretendia se furtar ao fornecimento da medicação.




Tanto o governo Bolsonaro quanto o governo Paulo Câmara preferem pagar multa do que salvar uma vida. Mais parecidos, impossível.

MAIS VISITADAS DO MÊS

PF flagrou 114 contatos telefônicos entre desembargadora afastada e traficante de drogas e assaltante de carro-forte

STF afasta Conselheiro do TCM-BA por propina de R$ 25 milhões exigida quando era ministro das Cidades

"Jovem deputado foi nutrido na mamadeira da Odebrecht", responde Antonio Campos ao sobrinho João Campos após ser chamado de "mau sujeito" em audiência da Câmara

Remuneração a juíza do TJ-PE chega a mais de R$ 1 milhão em novembro, revela a Folha de São Paulo

Paulo Câmara liberou R$ 60 milhões para pagar férias indenizadas no TJPE beneficiando a própria mulher que é juíza. Para os demais servidores, aumento na alíquota da Previdência. Manobra foi revelada pela Folha de São Paulo