Justiça nega novo afastamento do Prefeito de São Lourenço da Mata mas manda bloquear R$1,7 milhões em bens por irregularidades no contrato do lixo



A juiza Marinês Marques Viana indeferiu, no último dia 21 de outubro, novo pedido de afastamento do prefeito de São Lourenço da Mata, Bruno Pereira, por entender que se pautava em fatos ocorridos em 2017.

Na mesma decisão, a juiza mandou bloquear R$ 1,7 milhão em bens do político e de outros réus na ação de improbidade movida pelo MPPE e que aponta graves danos ao Erário em razão de irregularidades no contrato de limpeza urbana do Municipio.

Veja a decisão:


MAIS VISITADAS DO MÊS

Contrato da iluminação pública de Olinda leva à condenação da vice-governadora de Pernambuco e ex-prefeita do município por improbidade administrativa com suspensão dos direitos políticos por seis anos

Corruptocracia Pernambucana: Prefeito com tornozeleira é recebido com festa ao retornar ao cargo depois de desviar quase cem milhões da Previdência. Veja o vídeo

STF derruba sigilo de gastos da Presidência e Bolsonaro terá que mostrar faturas milionárias do cartão corporativo

Cabos da PM/PE denunciam que governo de Pernambuco só promove oficiais: "Quanta injustiça numa única corporação!"

DRACO pede e TJPE autoriza prisão do filho do operador pivô do afastamento do prefeito de São Lourenço da Mata e da prisão do prefeito de Camaragibe