Lula Cabral volta à Prefeitura do Cabo por decisão de Dias Toffoli. Leia a decisão



O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, concedeu, na manhã de hoje, liminar num pedido de Suspensão de Segurança que autoriza o retorno de Lula Cabral à Prefeitura do Cano de Santo Agostinho.

O político foi afastado e preso numa operação da Polícia Federal por desviar quase cem milhões de reais da Previdência dos servidores. Na decisão, Toffoli diz: "sem prejuízo do reexame posterior da matéria, suspender, até o julgamento definitivo deste incidente, os efeitos da decisão que determinou a prorrogação do afastamento cautelar do requerente da chefia do Poder Executivo local. Comuniquem-se, com urgência , solicitando-se informações ao Tribunal Regional Federal 5ª Região, que deverão ser prestadas no prazo máximo de 10 (dez) dias. Após, dê-se vista dos autos à Procuradoria-Geral da República."

MAIS VISITADAS DO MÊS

PF flagrou 114 contatos telefônicos entre desembargadora afastada e traficante de drogas e assaltante de carro-forte

STF afasta Conselheiro do TCM-BA por propina de R$ 25 milhões exigida quando era ministro das Cidades

"Jovem deputado foi nutrido na mamadeira da Odebrecht", responde Antonio Campos ao sobrinho João Campos após ser chamado de "mau sujeito" em audiência da Câmara

Remuneração a juíza do TJ-PE chega a mais de R$ 1 milhão em novembro, revela a Folha de São Paulo

Paulo Câmara liberou R$ 60 milhões para pagar férias indenizadas no TJPE beneficiando a própria mulher que é juíza. Para os demais servidores, aumento na alíquota da Previdência. Manobra foi revelada pela Folha de São Paulo