Presidente do MDB de Porto Alegre, vereador é preso por extorquir assessores

Mandados foram cumpridos no gabinete de Carús na CâmaraLauro Alves / Agencia RBS

DO GAUCHAZH

O vereador de Porto Alegre André Carús (MDB) foi preso pela Polícia Civil na manhã desta terça-feira (1º). O parlamentar é suspeito de obrigar assessores a tirarem empréstimos consignados e entregar o dinheiro a ele.

A Polícia Civil está cumprindo duas ordens de prisão e 10 de busca e apreensão, inclusive na casa e no gabinete de Carús na Câmara Municipal. As buscas também atingem uma instituição financeira — que ainda não teve o nome divulgado — e os departamentos de Água e Esgoto (Dmae) e de Habitação (Demhab) da prefeitura, onde trabalham cargos comissionados indicados pelo vereador.

Por volta das 7h, duas viaturas chegaram ao apartamento do parlamentar, no bairro Santo Antônio. Até as 8h, ninguém ainda havia saído do imóvel.

Carús, de 37 anos, é vereador da Capital em primeiro mandato — foi eleito no pleito de 2016, com cerca de 6,8 mil votos. Antes, foi diretor-geral do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) por três anos. No final de agosto de 2019, foi escolhido para presidir o MDB de Porto Alegre até 2021.

MAIS VISITADAS DO MÊS

Durante julgamentos de interesse da gestão Geraldo Julio, um dos quais envolvendo a Casa de Farinha, Conselheiros do TCE/PE perdem a calma, gritam e interrompem Procuradora que combate a corrupção no Governo de Pernambuco e na Prefeitura do Recife

Exclusivo: TJPE determina afastamento do Prefeito de Paulista, Junior Matuto, a pedido do Dracco, por desvios de R$ 21 milhões em PPP do lixo com a empresa Locar

"Grampos" da Operação Locador, do DRACCO, mostram temor de investigados de que chefões da gestão Matuto lhes fizessem "mal" e espanto com pagamentos em dinheiro vivo feitos pelo prefeito na compra de terrenos

PF volta à Prefeitura do Recife em mais duas Operações por desvios de recursos públicos na pandemia: Bal MAsqué e Apneia III. Diretor Financeiro é afastado do cargo pro pagar mais de R$ 7 milhões por produtos jamais entregues

Braço direito de Geraldo Julio, João Guilherme Ferraz incentivou e até debochou do fato de serem adquiridos respiradores testados apenas em porcos: "Leia c bons olhos kkkkkkk"