Cabos da PM/PE denunciam que governo de Pernambuco só promove oficiais: "Quanta injustiça numa única corporação!"

Foto: PMPE

Nosso Blog recebeu a seguinte denúncia de um Cabo da Polícia Militar de Pernambuco, cuja identidade será obviamente preservada já que o governo Paulo Câmara, do PSB, é sabidamente perseguidor de policiais e servidores que não rezem por sua cartilha:

"700 vagas ociosas de 3ºSGT na PMPE, milhares de cabos aguardando a promoção, mas a prioridade é promover oficiais, CSP (Curso Superior de Polícia) e CAO (Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais) em andamento, mas nenhum CFS. Numa corporação onde quem mais produz não é valorizado, não tinha como esperar outra postura. O que custaria fazer um curso de formação de sargentos? Atualmente esse tipo de habilitação é realizada em menos de 30 dias, enquanto que o CSP e CAO duram no mínimo 04 meses. Cansado desse tipo de tratamento, tenho (omitimos para preservar nossa fonte) anos de caserna, ingressei em (omitimos para preservar nossa fonte) e até hoje só fui promovido uma única vez, enquanto os oficias que ingressaram na minha época são quase todos majores (ASP, 2º TEN, 1º TEN, CAP e MAJ). O que dizer a um policial militar que já passou da metade do tempo necessário para se aposentar e ainda é cabo? Como motivá-lo? Trabalho todo esse tempo na operacionalidade, dentro de uma guarnição de polícia, com a missão precípua da instituição, fazendo na prática o que os oficiais apresentam no powerpoint, meu Deus, quanta injustiça numa única corporação! Confesso que já há alguns meses não tenho mais estímulo para o trabalho, prestei concurso para  PM na carreira de Praça, e por que não consigo progredir nela? Voltei a estudar, pretendo deixar esse trabalho que tanto me identifico, mas foi a única saída que encontrei para buscar uma satisfação profissional. Desejo sorte aos que ainda não atentaram que somos invisíveis aos olhos da instituição, continuem batendo as metas do Pacto pela Vida, encham os ombros dos oficias de estrelas!
 
Cabo PM Desestímulo"

MAIS VISITADAS DO MÊS

PF flagrou 114 contatos telefônicos entre desembargadora afastada e traficante de drogas e assaltante de carro-forte

STF afasta Conselheiro do TCM-BA por propina de R$ 25 milhões exigida quando era ministro das Cidades

"Jovem deputado foi nutrido na mamadeira da Odebrecht", responde Antonio Campos ao sobrinho João Campos após ser chamado de "mau sujeito" em audiência da Câmara

Remuneração a juíza do TJ-PE chega a mais de R$ 1 milhão em novembro, revela a Folha de São Paulo

Paulo Câmara liberou R$ 60 milhões para pagar férias indenizadas no TJPE beneficiando a própria mulher que é juíza. Para os demais servidores, aumento na alíquota da Previdência. Manobra foi revelada pela Folha de São Paulo