Delator do esquema de propinas a desembargadores baianos foi executado em praça pública, diz decisão do Ministro Og Fernandes. Leia o trecho


Trecho da decisão de setenta páginas do ministro do STJ, Og Fernandes, que afastou quatro desembargadores e duas juizas baianas por esquema de corrupção de venda de decisões, revela que para esconder os crimes da ORCRIM, um delator foi executado em praça pública e em plena luz do dia. O pistoleiro em seguida teria sido executado como queima de arquivo.

MAIS VISITADAS DO MÊS

PF flagrou 114 contatos telefônicos entre desembargadora afastada e traficante de drogas e assaltante de carro-forte

STF afasta Conselheiro do TCM-BA por propina de R$ 25 milhões exigida quando era ministro das Cidades

STF derruba sigilo de gastos da Presidência e Bolsonaro terá que mostrar faturas milionárias do cartão corporativo

Cabos da PM/PE denunciam que governo de Pernambuco só promove oficiais: "Quanta injustiça numa única corporação!"

Auditoria do TCE/PE constatou fraude fiscal, sonegação fiscal, superfaturamento, não prestação dos serviços em contrato de mais de R$ 16,7 milhões da ALEPE. Com a palavra o MPPE, o MPF, a Receita Federal e a Polícia Federal